Informações sobre o visto para Luxemburgo

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto para Schengen

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

O Grão-Ducado de Luxemburgo, pequeno país localizado no centro da Europa, é um território de alto padrão de vida e de extrema importância económica, detentor de um dos maiores PIB (Produto Interno Bruto) do mundo, além de ser um dos 6 países idealizadores da criação da União Europeia.

Além disso, em 1985, a pequena localidade luxemburguesa de Schengen foi palco de um dos mais importantes acordos firmados, inicialmente por 5 países (Luxemburgo, Alemanha, França, Bélgica e Holanda), que aboliu o controlo das fronteiras entre eles, permitindo o livre trânsito de pessoas em seus territórios: o Tratado de Schengen.

Atualmente, o Tratado Schengen conta com a adesão de 30 países europeus e também concede o benefício de permanência em sua área – o espaço Schengen – a determinados países fora da Europa, através de um programa de isenção de vistos, do qual o Brasil faz parte.

Portanto, o turista brasileiro não precisa de um visto para Luxemburgo, caso o tempo de estadia no país não ultrapasse 90 dias.

Entretanto, outros requerimentos são necessários para possibilitar a sua entrada em Luxemburgo. Confira, a seguir.

O que eu preciso para viajar para Luxemburgo?

1) Passaporte Você deverá viajar na posse do seu passaporte original e com validade mínima de 3 meses, a contar da data de saída do espaço Schengen. Além disso, as autoridades luxemburguesas pedem que o documento tenha ao menos 2 páginas em branco para os devidos registos de entrada no país.

2) Passagens aéreas Você deverá apresentar o bilhete aéreo de saída do espaço Schengen – seja para regresso ao Brasil ou para o ingresso em outro país não-signatário do Acordo -, confirmando que a data não seja superior a 90 dias após a respetiva entrada.

3) Apólice de seguro de viagem Você deverá contratar, antecipadamente, um seguro de viagem internacional, com cobertura mínima de 30 mil euros para arcar com eventuais despesas médico-hospitalares, acidentes inesperados e repatriação sanitária.

4) Motivo da viagem Você deverá confirmar a finalidade turística da viagem, seja apresentando itinerários, comprovativos de reserva de hotéis ou aluguer de carro, ingressos para museus, eventos, entre outros serviços adicionais, contratados previamente.

5) Recursos financeiros Você precisa apresentar provas de que tem fundos financeiros suficientes para custear a sua estadia em Luxemburgo, como, por exemplo, a apresentação de extratos bancários, dinheiro em espécie, cartões de crédito internacionais ou cheques de viagem.

6) Porte de dinheiro O cidadão brasileiro que estiver na posse de um montante equivalente a mais de 10 mil euros deverá declarar a quantia, antecipadamente.

7) Vacina Apesar de não ser obrigatória, recomenda-se fortemente a aplicação de vacina contra a Febre Amarela com 10 dias de antecedência da data de embarque, bem como estar na posse do Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP).

Por quanto tempo posso permanecer em Luxemburgo?

Assim como os demais integrantes do espaço Schengen, Luxemburgo permite a estadia máxima de 90 dias, a cada período de 180 dias, para os cidadãos brasileiros, sem a necessidade de um visto de turista.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

Luxemburgo é um país que muitas vezes passa despercebido pelos turistas devido ao facto de que os países vizinhos são pontos turísticos muito mais conhecidos, nomeadamente a Bélgica, França e Alemanha. O Luxemburgo também é um país relativamente pequeno se compararmos com os seus vizinhos. O país tem uma área de menos de 3000 quilómetros e uma população de menos de um milhão de pessoas. O país foi invadido pela Alemanha duas vezes, na Primeira e Segunda Guerra Mundial. Sendo que, na Segunda Guerra Mundial, o Luxemburgo ajudou os Aliados contra o Império Alemão. O país recebeu um número considerável de imigrantes de países próximos. Nos anos 2000, os imigrantes já representavam cerca de 37% da população, o que nos mostra que o país já está acostumado e é recetivo para com pessoas de outros grupos étnicos. Isso fica ainda mais claro pelo facto de que o país conta com três idiomas reconhecidos como oficiais, são eles o luxemburguês, alemão e francês. A pergunta que fica é: o Luxemburgo é um país para turistas? Bom, o que podemos dizer é que existem inúmeras atrações que vão deixar os aventureiros mais rápidos ocupados. Antes de falar sobre isso, é importante destacar que, devido ao pequeno território do país, alugar um carro e atravessar Luxemburgo é uma excelente atividade. Agora, o que um turista poderia visitar no país? Para começar, o Castelo de Vianden é uma excelente opção. Vianden é uma pequena cidade com menos cerca de 2000 habitantes, próxima da cidade de Luxemburgo. O castelo que leva o nome da cidade é uma atração turística notável pela sua arquitetura. Uma das paragens consideradas obrigatórias é o museu de Victor Hugo. O romancista francês ficou exilado em Luxemburgo por algum tempo. A mansão em que ele viveu tornou-se um museu onde as suas obras são exibidas. A Catedral de Notre-Dame é, sem dúvida, um dos pontos turísticos mais importantes do país. Há dois motivos para você visitar a catedral. Primeiro, tem uma importância histórica absurda. Segundo, a arquitetura do local é belíssima. A catedral destaca-se no meio da paisagem e certamente ficará na sua cabeça após a primeira visita. Falando em arquitetura belíssima, o Palácio Grão-Ducal é um dos locais que os amantes de arquitetura devem visitar. O palácio é a residência oficial da família real e ainda assim está aberto para visitas, embora haja restrições ao nível das áreas que os visitantes podem conhecer. Um ponto turístico que você provavelmente vai visitar mesmo sem querer é o Place de la Constitution, uma praça construída para homenagear os soldados que morreram na Primeira Grande Guerra. A praça fica entre vários pontos turísticos e é o ponto perfeito para parar e descansar, já que conta com um jardim belíssimo. Para aqueles com um interesse especial na história e arte do Luxemburgo, o Museu Nacional de História e Arte é o local que você deve visitar. O museu conta com objetos da pré-história até pinturas e fotografias. Para quem gosta de aprender, a Abadia Neumünster é um ponto importante, já que é o local onde são realizados diversos seminários, concertos e exposições. Falando na Abadia Neumünster, um dos pontos de paragem obrigatória de Luxemburgo é a Varanda de Corniche. Um dos apelidos desse ponto turístico é: “A varanda mais bonita do mundo”. Nela, você irá conseguir ver outros pontos, como a Abadia Neumünster, além de ter um contacto com a natureza da região.

Para os turistas com um interesse em particular na história do país, o Museu da História de Luxemburgo é de paragem obrigatória. O museu conta com um acervo de filmes, móveis, livros, quadros, entre outros itens que em conjunto contam a história do país. Podemos continuar a lista de pontos turísticos importantes desse país por mais tempo, mas vamos concentrar-nos em outros aspetos que vão ajudar você, como um turista. Luxemburgo faz parte do Acordo de Schengen, que é um tratado entre países da Europa para permitir o livre trânsito da população dos países-membros entre os mesmos. Em termos práticos, um turista não precisa de um visto para visitar Luxemburgo, ele só precisa de uma identificação que mostre que é residente de um dos países-membros do acordo. Para os turistas que são de países não membros, entrar em Luxemburgo continua sendo uma tarefa fácil. Basta ter um passaporte emitido por um dos países-membros. Existem algumas outras especificações e, entre elas, a mais importante é o seguro de viagem. Mas tais especificações podem variar de um país para o outro, portanto, verifique como funciona para o seu caso específico.

Do ponto de vista cultural, o turismo é uma atividade importante no país. A população já está acostumada com o multiculturalismo, especialmente por causa do Tratado de Schengen. Outra boa notícia é que o inglês é ensinado de forma obrigatória nas escolas e a maioria da população fala o idioma. Um facto interessante é que o português é o idioma estrangeiro mais falado pela população, a ponto de já ter sido considerado o idioma principal de cerca de 15% da população. Existe uma parceria entre o Ministério da Educação de Portugal e de Luxemburgo. Atualmente, o português é ensinado de forma obrigatória nas escolas do país. uma excelente notícia para os brasileiros. Os turistas também vão gostar de saber que a economia de Luxemburgo é uma das melhores do mundo. O índice de desenvolvimento humano também é elevado. Como resultado, temos uma das melhores qualidades de vida da Europa. Estrangeiros podem esperar uma boa receção, mas claro que o respeito pelos residentes é essencial para uma boa estadia. Um dos reflexos da boa economia de Luxemburgo é a qualidade nos sistemas de transporte. Os serviços de transporte público estão entre os melhores da Europa, o que vai facilitar a vida dos turistas que querem conhecer o máximo de pontos turísticos possíveis no país. O transporte rodoviário é um dos que merecem destaque e já há planos para melhorias nesse setor através da implantação de bondes em pontos estratégicos.