Obtenha um visto turístico para Madagascar online em poucos minutos

É necessário um visto. Nós podemos ajudar no processamento deste documento.

Tipo de visto Custo do visto Taxa de processamento Número de entradas Tempo de Processamento
Landing Authorization
Custo do visto USD 0.00
Taxa de serviço USD 20.00
Número de entradas Única
Tempo de Processamento 4 dias
Solicitar agora

Como Solicitar: Landing Authorization

Preencha a solicitação pela internet
Preencha a solicitação pela internet

Complete o nosso fácil pagamento on-line com cartão de crédito ou PayPal

Receba o documento por correio electrónico
Receba o documento por correio electrónico

Receba a confirmação do seu registro pré-partida por e-mail

Entre ao destino (e tire seu visto na chegada, caso necessário)
Entre ao destino (e tire seu visto na chegada, caso necessário)

Apresente o passaporte e o documento fornecido por nós no destino. Pague e receba seu visto (caso necessário) e entre

Solicitar agora

Saiba mais: Landing Authorization

Em 2017, a República de Madagascar iniciou um sistema para obter vistos eletrônicos ao chegar para fins turísticos. O processo de solicitação do Autorização de Pouso é simples e o registro é feito 100% online.

Após sua solicitação ser enviada e aceita, você irá receber uma Autorização de Pouso que deve ser mostrada aos oficiais de imigração ao chegar em Madagascar, onde você terá que pagar uma taxa presencialmente de acordo com a validade do visto que foi escolhida.

Sim, é simples assim.

Este é um método para solicitar e-Visas de qualquer lugar do mundo. Uma das vantagens deste sistema para o viajante é que o visto pode ser solicitado de maneira rápida pela internet a qualquer momento, de qualquer lugar. O pagamento é feito online no momento da solicitação.

Use a nossa ferramenta Calculadora de Vistos

Calcular o custo do visto antes de solicitar

Depoimentos

Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

O e-Visa malgaxe de turista ao chegar é uma Autorização de Viagem que todos aqueles que desejam visitar Madagascar para fins turísticos devem tirar antes de entrarem no país. Depois de a solicitação ser enviada e aceita, o solicitante receberá uma Autorização de Pouso que deve ser mostrada para os oficiais de imigração ao chegar em Madagascar. Lá, você terá que pagar uma taxa de acordo com a validade do visto que escolheu.

Os seguintes documentos são necessários para enviar sua solicitação:

  • Um passaporte atual válido por pelo menos 6 meses a partir da data de chegada
  • Datas de chegada e partida de Madagascar
  • Um cartão de crédito/débito ou conta do PayPal para pagamento

OBSERVAÇÃO: O pagamento do visto será feito pessoalmente ao chegar na mesa de e-Visa prioritária.

O custo deste e-Visa ao chegar (Autorização de Viagem) varia de acordo com o número de dias que você quiser ficar em Madagascar:

  • visto de turismo de 30 dias: 37 dólares ou 35 euros.
  • visto de turismo de 60 dias: 45 dólares ou 40 euros.

Além disso, o iVisa cobra uma taxa de serviço que varia de acordo com o tipo de processamento selecionado:

  • Processamento padrão - USD 20.00: 7 dias

  • Processamento super expresso - USD 30.00 : 4 dias

Depende do método de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções:

  • Processamento padrão: 7 dias
  • Processamento expresso: 4 dias

O e-Visa malgaxe de turista ao chegar (Autorização de Viagem) é válido por 30 dias Per Entry ou 60 dias Per Entry.

Todos os visitantes precisam de um visto para entrarem em Madagascar. No entanto, titulares de passaporte palestinos não são autorizados a solicitarem um e-Visa malgaxe de turista ao chegar (Autorização de Viagem).

O viajante deve solicitar este visto com pelo menos 7 dias de antecedência à sua viagem para Madagascar.

NÃO. O período do validade do seu e-Visa começa na data especificada na sua solicitação. Você pode entrar em Madagascar a qualquer momento dentro deste período.

Sim, mas somente àqueles que possuem vistos de 30 dias Per Entry ou 60 dias Per Entry. Você pode sempre solicitar uma extensão para o seu visto contanto que não exceda 60 dias Per Entry

O e-Visa malgaxe de turista permite que os titulares entrem no país apenas uma vez.

Não. Possuir uma Autorização de Pouso em Madagascar não garante automaticamente o direito de entrada no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se considerar que tal pessoa é incapaz de atender aos requisitos de imigração ou se sua presença no país for contrária à segurança ou interesses nacionais.

Ao chegar em Madagascar, você precisa apresentar seu passaporte juntamente com a Autorização de Viagem, que deve ser impressa ou mostrada em um smartphone. Você também precisa pagar uma taxa pessoalmente de acordo com a validade do visto que escolheu.

Madagascar é a quarta maior ilha do mundo e não é apenas um lugar onde você pode 'se remexer muito'! É verdade que possui a maior população de lêmures, mas os ecologistas já consideraram chamar a ilha de o oitavo continente. O motivo é simples. 90% da flora e fauna da ilha não pode ser encontrada em nenhum outro lugar no mundo. Infelizmente, a maior parte dela está sendo destruída pela população humana e a maioria das espécies de lêmures corre o risco de extinção. Com sorte, as pessoas serão mais atenciosas no futuro.

Antes de falar do porquê Madagascar ser um país que vale a sua visita, provavelmente precisamos falar dos vistos. Felizmente, a política de vistos de Madagascar é bem suave. Com exceção dos cidadãos palestinos, cidadãos de todas as outras nacionalidades podem entrar em Madagascar com um visto eletrônico ou visto ao chegar. o iVisa ajuda você com o primeiro. Tudo que você precisa fazer é preencher um formulário e pagar a taxa de serviço. Ao chegar em Madagascar, terá que pagar uma taxa dependendo da validade do visto. Você pode escolher entre uma estadia de 30, 60 ou 90 dias. O preço aumenta com a quantidade de dias.

O clima em Madagascar é tropical, mas apenas na costa. Quanto mais adentro você for na ilha, mais temperado ele fica. A melhor época para visitar a ilha é entre maio e outubro. É quando o tempo está seco. Você não quer estar lá quando um ciclone aparecer nas épocas de chuva.

Uma das coisas mais fascinantes que você com certeza vai querer ver durante sua viagem para madagascar é o Tsingy de Bemaraha. Ele foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO e é a maior reserva em Madagascar. O lugar também é conhecido como Labirinto de Pedra e o planalto consiste de calcário elevado. No entanto, as pedras são cobertas com cumes afiados. A floresta em volta é lar do lêmure marrom e os pássaros lá são lindos. Os amantes de pássaros vão ficar simplesmente deslumbrados. A flora é impressionante, com orquídeas, aloe vera e baobás crescendo em todos os lugares. Você terá um sentimento inacreditável apenas fazendo uma caminhada ou mesmo dirigir por entre os baobás.

Tsingy de Ankarana é parecido com o Tsingy de Bemaraha, apenas um pouco menor. É de fácil acesso e você pode encontrar três espécies de lêmures lá. Além disso, você terá a chance de ver alguns camaleões adoráveis.

De volta as baobás, a Avenida das Baobás pode ser encontrada na costa oeste de Madagascar, a 45 minutos de Morondava. É considerada a 7ª maravilha da África. Existem diversas árvores lá. Elas possuem mais de 30 metros de altura, com algumas chegando a ter mais de 800 anos. No por do sol dá para tirar as melhores fotos. Você não pode deixar o país sem apreciar essa vista.

Quanto o que tem pra fazer em Madagascar, a escolha é sua. Existem vários locais onde você consegue fazer windsurf, então você pode se divertir um pouco com isso. Você pode andar de caiaque também, mas recomendamos que vá com um guia caso você seja iniciante. O Ile Saint Marie é o melhor lugar para iniciantes, já que a água é calma e clara. Mesmo que não possua experiência alguma, vai conseguir aproveitar.

Um tour na natureza é uma das atividades mais populares em Madagascar. Como mencionado pelo artigo, você pode ver várias espécies diferentes de lêmures. Além disso, têm as tartarugas, pequenas lagartixas, camaleões e alguma flora diferente. Pode ser um pouco desafiador pois a infraestrutura em Madagascar não é apropriada, mas você consegue se virar.

Se estiver interessado, também pode ir pescar em alto mar. É uma experiência um pouco luxuosa, é verdade, porque você precisa sair das águas com muitos pescadores e ir para as ilhas de Radamas ou Mitso, onde os peixes ficam em paz. Você pode pegar um Kingfish, Saltfish, Wahoos e até Cavalas.

Algumas pessoas escolhem ir para Madagascar como voluntárias. Existem muitas boas causas, como preservar os lêmures. Como mencionado anteriormente, eles estão em risco de extinção. Existem até vistos especiais para voluntários. Isso é muito legal pois você pode salvar a natureza enquanto aproveita a viagem.

A língua oficial em Madagascar é o francês e o malgaxe. A ilha possui diferentes dialetos e as pessoas vão gostar se você aprender algumas frases. A melhor opção é falar francês, mas o inglês pode ser útil em locais turísticos ou instituições governamentais. Mesmo assim, recomendamos aprender o francês básico antes de viajar. Ele vai ser muito útil.

Quanto a comida, você não deve esperar nada especial. A culinária local é saborosa, mas nada excepcional. As refeições contém arroz e carne e a melhor parte é que são baratas. Especialmente se você for comer em mercados. A comida de rua é segura. Você provavelmente vai gostar dos bolinhos de arroz, que são saborosos e estão em todo lugar. São basicamente o pão de lá. O café, por outro lado, é delicioso. É normalmente feito à mão e servido com leite condensado. Perceba que ele é muito doce.

É recomendado ficar longe da água da torneira. Você pode achar água engarrafada barata em praticamente qualquer lugar. Você também encontra os refrigerantes populares (coca, fanta, etc.). No entanto, vai perceber que os restaurantes servem água de arroz.

Uma coisa que provavelmente você precisa saber é que ao visitar vilas remotas, precisa levar alguns comprimidos de cloro. Eles vão deixar a água local bebível.

Quanto à segurança, Madagascar é um país relativamente seguro. No entanto, você precisa seguir algumas regras simples. Não dê dinheiro a pedintes, não mostre sinais de riqueza e cuide dos seus bolsos. O melhor é não carregar muito dinheiro. Você também deve prestar atenção nos cães de rua. Se provocá-los, pode se machucar gravemente. e o sistema médico em Madagascar não é dos melhores. Fora isso, use o senso comum e sua visita vai ser agradável.

Resumindo, Madagascar é definitivamente um lugar que vale a pena visitar. A flora e a fauna sozinhas já são motivos suficientes para você fazer a viagem. As pessoas são gentis e, contanto que você as respeite, farão você se sentir bem-vindo. Você pode ver várias coisas, paisagens de tirar o fôlego e tirar algumas fotos impressionantes. Você pode se divertir bastante também se souber procurar. Não é nem preciso dizer que Madagascar deve ser incluída na sua lista de locais para viajar.

Abaixo encontram-se alguns links úteis onde você pode ler mais sobre Madagascar: https://www.lonelyplanet.com/madagascar
https://www.touropia.com/tourist-attractions-in-madagascar/

Um e-Visa é um documento oficial que permite e entrada e a viagem dentro de certo país. O e-Visa é uma alternativa aos vistos emitidos nos portos de entrada ou as visitas a uma embaixada/consulado para obter um visto de papel tradicional. e-Visas são vinculados eletronicamente ao passaporte do viajante.

Nosso serviço começa com informação. Você pode usar nossa ferramenta de requerimento de visto atualizada para pesquisar se precisa de um visto. Simplesmente basta informar de onde você é e para onde está indo. Baseado nessa informação, nós diremos quanto custa o visto, o número de entradas que ele permite, a data de início e daremos um curso de ação, como solicitar direto no nosso site!

O melhor lugar de descobrir essa informação é na nossa ferramenta de requerimento de visto. Cada país possui regras de entrada e taxas de visto diferentes. Se está com pressa, também pode solicitar pela internet e o formulário fornecerá essa informação.

Isso depende do país que está emitindo o visto. Para muitos países, como a ETA australiana e o e-Visa turco, o processo pode ser feito em 15 min através do nosso serviço super expresso. Para outros países, como o visto de turista indiano, o processo normalmente leva 24 horas. O tempo exato pode ser visto no formulário de solicitação. O que nós garantimos é que sua aplicação com o iVisa será a mais rápida de todas possíveis.

O documento deve ser impresso em uma folha branca de papel A4. Impressões em dupla face ou reduzidas não serão aceitas.

Nós ajudamos a conseguir seu visto de viagem da maneira mais simples e rápida possível. Através do formulário pela internet fácil de usar e um serviço mundial de atendimento ao consumidor 24 horas, nós fazemos todo o processo do visto ser rápido e simples! Nós também usamos as melhores práticas na hora de proteger os seus dados e seu cartão de crédito.

O iVisa oferece dois tipos de visto: vistos eletrônicos (e-Visas) e vistos tradicionais de papel, dependendo do seu destino. Além disso, nós também oferecemos os seguintes serviços/documentos que são exigidos por certos países: ETA (autorização eletrônica de viagem), cartões turísticos, formulário de pré-registro/aprovação do Visto ao Chegar, cartas convite de turismo e serviço de registro de embaixadas.

  1. Selecione o país para o qual você está pedindo o visto
  2. Selecione o tipo de visto e leia as instruções com cuidado.
  3. Selecione solicitar agora
  4. Preencha o formulário de solicitação.
  5. Pague com um cartão Visa, Mastercard ou outro cartão de débito.
  6. Aguarde a aprovação por e-mail, baixe e imprima o e-Visa da pela sua conta.
  7. Apresente seu e-Visa impresso ao oficial de imigração no porto de entrada.

Note que a maioria dos países oferecem a possibilidade de processar um visto de viagem sem uma taxa de serviço. A razão principal pela qual nós processamos milhares de vistos de viagem por mês é que nós economizamos seu tempo e frustração. Nosso serviço inclui um site e formulário de solicitação fáceis de usar. É muito mais fácil processar sua aplicação conosco, especialmente para usuários de dispositivos móveis e grandes grupos. Nós enviamos o visto dias antes da viagem para todos nossos clientes. Isso ajuda especialmente aqueles passageiros que compram o visto com meses de antecedência. Nós também possuímos um serviço de atendimento ao consumidor 24 horas com profissionais residentes nos Estados Unidos e que falam inglês. Nós aceitamos várias moedas e nosso site pode ser traduzido em mais de 20 idiomas. Nós acreditamos que nossa taxa vale seu tempo e a sanidade, mas lembre-se que todos governos possuem seu próprio serviço “grátis”.

Se você já realizou a solicitação no nosso site, por favor entre na sua conta e procure seu pedido/solicitação. Uma conta é gerada automaticamente após o pagamento ser recebido. Clique no link no seu e-mail de confirmação para definir uma senha ou visite a página de acesso para configurar sua senha e entrar na sua conta. Perceba que na maioria dos casos seu visto será entregue por e-mail e pode ser encontrado na sua conta após entrar nela.

Se sua solicitação para o visto não for aprovada pela agência do governo, nós garantimos um reembolso integral. Se, por qualquer razão, você não estiver satisfeito com nosso serviço, por favor entre em contato conosco via chat e nós forneceremos um reembolso da sua taxa de serviço. Se for cometido um erro na sua solicitação, nós processaremos seu visto novamente sem nenhum custo adicional. Por favor, saiba que os reembolsos são feitos no próprio cartão de crédito utilizado.

Se nós não processamos seu visto ainda, as alterações podem ser feitas sem problema. Nós também verificamos se existem erros nas suas informações. Se você já processou seu visto e nós enviamos sua solicitação para a agência apropriada do governo, vai depender se ela permitirá ou não a alteração. Por favor, entre em contato conosco imediatamente (de preferência através do chat) se perceber um erro na sua solicitação.

Alguns países podem exigir uma prova de vacinação contra febre amarela se estiver chegando de um país com risco dessa doença. Você pode ver mais informações aqui: https://wwwnc.cdc.gov/travel/destinations/list É de responsabilidade própria do passageiro verificar essas regulamentações antes de viajar para o país escolhido.

Para baixar sua fatura, entre na sua conta e baixe ela diretamente de lá.

Você pode imprimir novamente seu e-Visa na sua conta de e-mail. De maneira alternativa, é possível recuperar e reimprimir seu e-Visa na sua conta iVisa.

Sim. O sistema do iVisa não mantém a informação do seu cartão de crédito depois da transação ser processada.

Todos os vistos garantem permissão para o viajante chegar no porto de entrada do país. Se a sua entrada vai ser permitida ou não será a critério do oficial de imigração no ponto de entrada.

Se a sua solicitação ainda não foi submetida para processamento, você receberá um reembolso total. No entanto, se sua solicitação já foi enviada, nós não seremos capazes de fornecer um reembolso.

Quando o visto precisa ser enviado para você, os tempos de processamento não incluem o tempo de envio. Ele é o tempo de quando recebemos a solicitação até conseguir a aprovação. A maioria dos vistos (e-Visas) não enviados por e-mail após aprovados, então não existe tempo de envio.

Não, nós não somos afiliados a nenhuma agência governamental. Nós somos uma empresa privada especializada em processar vistos de viagem para viajantes ao redor do mundo.

Infelizmente, nós não somos capazes, uma vez que as agências governamentais não nos informam o(s) motivo(s) por trás da decisão.

Se seu visto não for aprovado, nós recomendamos que você entre em contato com a embaixada/consulado mais próximo para mais informações sobre suas opções.

Nós aceitamos Visa, Mastercard, American Express e PayPal.

Todos os cidadãos desses territórios solicitando através do nosso site terão sua solicitação processada com a nacionalidade/cidadania especificada em seu passaporte. Por exemplo, um viajante de Porto Rico irá ter seu pedido processado com nacionalidade americana. Isso não se aplicada a viajantes sob a categoria BOTC (cidadão britânico em territórios ultramarinos) de acordo com o Ato de Territórios Ultramarinos Britânico de 2002.

Need Help?