Como funciona o eTA da Nova Zelândia para portugueses?

Como funciona o eTA da Nova Zelândia para portugueses?
iVisa | Atualizado em Sep 26, 2019

Quer saber como funciona o eTA da Nova Zelândia para portugueses? Esse país localizado na Oceânia é um dos locais mais incríveis do mundo, não somente pelas paisagens naturais, que são fascinantes, mas também pela cultura maori que ainda está muito presente na sua cultura local. Confira abaixo como conseguir um eTA sendo português.

Alt Text

O que é o eTA da Nova Zelândia?

O eTa é uma Autorização de Viagem Eletrónica concedida pela Nova Zelândia a cidadãos de alguns países do mundo e ela foi instituída pelo país desde o mês de julho de 2019. A partir de outubro deste mesmo ano, ela passará a ser obrigatória para os países que atualmente são isentos da necessidade de visto.

Os portugueses estão entre os cidadãos de países que deverão se adaptar a essa nova regra, já que, atualmente, não precisam de visto para entrar no país caso desejem permanecer a turismo no local por até três meses.

Mas não pense que essa autorização equivale a um visto, pois ela é bem diferente disto. Uma autorização funciona de forma mais simples que um visto, e o número de documentos aprovados é bem mais alto.

Se você deseja saber mais informações sobre o eTA, que passará a ser obrigatório em breve, entre em contacto connosco através do site do iVisa e dissipe as suas dúvidas.

Quais são os documentos necessários para obter o eTA?

Você precisará dos seguintes documentos para obter um eTA:

• Passaporte válido por, pelo menos, três meses depois da sua data de saída do país;

• Foto.

Além disso, no momento em que estiver entrando no país, é provável que, além do passaporte, peçam os seguintes documentos:

• Prova de que possui fundos para se sustentar no país durante o período em que estiver a viajar;

• Comprovativo de passagem de ida e volta.

O eTA será concedido para um período de estadia no país que não seja superior a 90 dias.

Como requerer o eTA?

Primeiramente, será necessário aceder ao site para requerer o eTA através deste link e iniciar o processo através dele.

Você precisará então de preencher um formulário com os seus dados pessoais, informações do seu passaporte, dados de contacto, histórico criminal, entre outras coisas.

Essas perguntas são importantes para que as autoridades do país tenham maiores informações sobre as pessoas que viajam de países dos quais não é exigido visto atualmente, e para que assim a segurança das fronteiras aumente.

Verifique todas as informações que você colocou no formulário cuidadosamente, para que assim não corra o risco de ter o eTA negado por conta disso.

Requerer o eTA é mais fácil do que você imagina

Agora que você já sabe como funciona o eTA da Nova Zelândia para portugueses, já está mais preparado para lidar com as mudanças nos requisitos de entrada no país. Entre em contacto com o iVisa para resolver todas as suas dúvidas sobre esta nova forma de entrada na Nova Zelândia.

Compartilhar esse artigo em
Need Help?