Informações sobre o visto para a Eslovénia

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto para Schengen

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

Oficialmente denominado “República da Eslovénia”, o pequeno país está localizado no Leste Europeu e é banhado pelo Mar Adriático. A Eslovénia é conhecida por ser um dos países mais seguros da Europa.

A nação é fruto da dissolução da ex-Jugoslávia, tendo conquistado a independência em 1991. Em 2004, aderiu à União Europeia e também integra o “Espaço Schengen” – área geográfica na Europa, onde não existe controlo de fronteiras e permite a livre circulação dos cidadãos dos países signatários.

O Brasil faz parte do programa de isenção de vistos previsto no Acordo de Schengen e, em razão disso, os seus cidadãos são beneficiados, não precisando de visto para a Eslovénia, em viagens a lazer ou a negócios, por um período de até 90 dias. Entretanto, você deve estar atento a alguns requisitos necessários, antes de começar a fazer as malas. Confira os detalhes, abaixo.

O que eu preciso para viajar para a Eslovénia?

1) Passaporte

Você deve viajar para a Eslovénia munido do seu passaporte original, com validade mínima de seis meses a contar da data de ingresso no país. Além disso, é necessária uma página em branco no documento para o carimbo e demais registos de entrada pelas autoridades de imigração.

2) Bilhetes aéreos

Você deve confirmar as datas de chegada na Eslovénia e regresso ao Brasil, através da apresentação das respetivas passagens aéreas de ida e volta.

3) Alojamento

Você deve confirmar que possui acomodação garantida no país, seja através da apresentação de um voucher de reserva de hotel ou carta convite de residente legal na Eslovénia, responsabilizando-se pelo seu alojamento.

Observação: em caso de alojamento em residência privada, você deve solicitar ao proprietário do imóvel que realize o “registo de estrangeiro” junto das autoridades policiais da respetiva jurisdição, num prazo máximo de três dias após a sua chegada no país. Registos fora do prazo ou inexistentes podem ocasionar multas pesadas, entre 400 e 1.200 euros.

4) Vacinas

Não é exigida a imunização contra nenhuma doença específica para ingressar na Eslovénia. Entretanto, se o seu roteiro inclui outros destinos europeus, pode ser obrigatória a vacinação contra a febre amarela e a consequente apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), emitido gratuitamente pela Anvisa.

5) Recursos financeiros

Você deve apresentar evidências de que possui recursos financeiros suficientes para custear todas as despesas relativas ao tempo de estadia na Eslovénia, tais como dinheiro em espécie, cheques de viagem ou cartões de crédito internacionais.

6) Seguro de saúde

As autoridades eslovenas exigem do cidadão brasileiro a contratação de uma apólice de seguro internacional, no valor mínimo de 30 mil euros. A cobertura deve abranger as despesas com atendimento médico e internações hospitalares relativas a doenças, ferimentos ou acidentes ocorridos durante a estadia no país. Além disso, para casos mais complexos, a repatriação sanitária pode ser necessária.

Assistência consular

O Brasil possui ampla representação diplomática na Eslovénia. Assim, caso você precise de qualquer tipo de assistência consular, deverá ter sempre em mãos as informações de contacto de um dos seguintes escritórios:

  • Embaixada do Brasil em Liubliana;
  • Consulado honorário em Koper;
  • Consulado honorário em Maribor.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

Por ter uma localização estratégica no mapa turístico europeu, o turismo na Eslovénia tem vindo a tornar-se muito popular entre os viajantes do mundo todo. A Eslovénia está localizada na região dos Balcãs e faz fronteira com Itália, Áustria, Croácia e Hungria. É um país novo, que surgiu como consequência do desmembramento da antiga Jugoslávia, após o derrube do Muro de Berlim, em 1989. O desmembramento da Jugoslávia também deu origem à Croácia, Bósnia-Herzegovina, Sérvia, Montenegro, Macedónia e ao polémico Kosovo, que até hoje luta pelo seu reconhecimento internacional como país.

O país tem vindo a destacar-se pela grande variedade de beleza natural e paisagens estonteantes, como:

  • Paisagem alpina no Noroeste;
  • Paisagem mediterrânica no Sudoeste;
  • Paisagem panónica no Nordeste;
  • Paisagem dinárica no Sudeste.

Essas paisagens correspondem às regiões tradicionais da Eslovénia, baseadas nas antigas quatro terras da coroa de Habsburgo (Carniola, Caríntia, Estíria e o Litoral). Cada uma delas provem de recursos naturais, geográficos, arquitetónicos e culturais próprios.

Além disso, a Eslovénia tem montanhas, prados, lagos, cavernas e o mar, tornando-se um destino muito atraente na Europa. Se o processo de dissolução da antiga Jugoslávia, no início da década de 90, deixou para a Croácia as praias mais belas e cobiçadas da Europa, a Eslovénia, com seu espaço territorial bem menor, herdou um pequeno trecho do Adriático, que é nada menos do que um oásis de água transparente. A fronteira com a Itália e a Áustria garantiu ao país uma boa extensão dos Alpes no Norte, onde as paisagens dividem-se entre os grandes campos esverdeados e o maior complexo de cavernas de toda a Europa.

Ao longo do tempo, a Eslovénia tem vindo a posicionar-se com muita força na rota do ecoturismo e também como local forte durante a estação de ski! A natureza é quem dita as regras no país, mas a sua capital de clima bucólico, com bares espalhados pelos dois lados do rio Ljubljanica, também se destaca como point dos europeus à procura de uma badalada vida noturna. A poucas horas de carro da capital está a cidade de Bled, o principal destino durante o inverno e, provavelmente, uma das cidades mais cénicas da Europa. No caminho até à linda Bove, você vai encontrar desfiladeiros incríveis, rios com água verde-esmeralda e chalés que parecem estrategicamente colocados em grandes campos floridos.

Qual o idioma local da Eslovénia?

O idioma oficial é o esloveno, no entanto, é muito comum encontrar pessoas conversando em húngaro ou italiano. O inglês não é muito difundido, mas vem crescendo junto com o turismo.

Qual a moeda oficial?

A Eslovênia também faz parte dos países do leste europeu que adotaram o Euro como moeda oficial.

Visto

Para países europeus e alguns outros países, como o Brasil, não é necessário solicitar visto com antecedência para visitar o país. O turista pode ficar no país até 90 dias sem nenhum problema.

Qual a melhor época para visitar a Eslovênia?

Como destino de ecoturismo, o passeio pela Eslovénia poderá ser melhor aproveitado se for realizado entre os meses de março a setembro, durante primavera e o verão europeu, Mas como a região agrega uma parte dos Alpes, o inverno pode ser uma boa opção para quem procura um destino frio e com neve.

O que fazer na Eslovénia?

O passeio, normalmente começa pela capital, Liubliana, e é o destino mais conhecido no país. A cidade tem uma arquitetura interessante, com muitos edifícios no estilo barroco e também art nouveau, com várias obras do arquiteto local Jože Plečnik.

Outras atrações tão interessantes são: os Alpes Julianos com o pitoresco Lago Bled e o Vale do Soča, e o pico mais alto da nação, o Monte Triglav. O planalto de Karst, no litoral esloveno, também é bastante popular. Mais de 28 milhões de visitantes visitaram a Caverna de Postojna, não contando com os que visitam a Caverna Škocjan, Património Mundial da UNESCO.

Qual a comida típica local?

Quando vamos visitar um país diferente, conhecer a culinária faz parte também. A região do Nordeste de Prekmurje é muito famosa pela cozinha diferenciada e atrai muitos turistas para a Eslovénia. Entre os pratos típicos e mais conhecidos estão doces, nabos e caçarolas de milho - conhecidas como bujta repa - e também um prato como um mil folhas chamado prekmurska gibanica.

Como se locomover na Eslovénia?

Os comboios da empresa Slovenske Zeleznice são a forma mais fácil e prática de se locomover pelo país. Os serviços costumam ser pontuais e os comboios possuem várias classes, da mais confortável à mais simples, claro que o preço também vai variar.

Para quem prefere ter maior flexibilidade de horários, outra boa opção é alugar um carro. Esse meio de transporte também lhe permitirá chegar a regiões mais isoladas ou onde as conexões de comboio não são muito boas. As estradas são boas e a sinalização é bastante clara e compreensível.

Existe também a opção de tours e excursões de um dia para os principais pontos turísticos partindo de Liubliana. Uma dica importante para aqueles que decidirem alugar um carro na Eslovénia: para circular em estradas, os carros precisam de ter um selo específico para isso, o chamado “vignette”. Com o selo não será necessário pagar portagens no caminho, mas a falta dele pode gerar uma multa significativa! Os selos podem ser adquiridos em postos de gasolina e o valor mais baixo é de €15. Caso alugue lá mesmo, a própria empresa já providencia. O país exige que os motoristas estrangeiros apresentem a carteira internacional de motorista.

Quanto tempo é necessário para conhecer a Eslovénia?

Apesar de ser pequena, a Eslovénia merece pelo menos uns cinco dias para ser explorada além da sua capital. A beleza e organização seduzem os turistas que chegam desavisados e muita gente acaba estendendo a viagem por mais uns dias.

Mas as atrações que você não pode deixar de ir conhecer são: a capital do país, Liubliana, o Lago Bled, o Castelo de Predjama, a Caverna de Postojna e algumas outras pequenas cidades que encontrar entre uma atração e outra.