Visto para a Belarus: conheça a bela arquitetura e história desse país europeu

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto de curta duração

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

Belarus, que é também conhecida como Bielorrússia, é um local incrível situado no continente europeu, e a bela arquitetura das igrejas ortodoxas do país vai lhe encantar. Mas será que brasileiros precisam de um visto para Belarus? Descubra a seguir.

Belarus é um dos países que exigem visto dos brasileiros?

Não é necessário que brasileiros requeiram um visto para entrar em Belarus caso queiram ficar no país por até 90 dias. Até pouco tempo atrás, os brasileiros precisavam de visto para conhecer esse país, mas devido à realização das olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016, os países resolveram aumentar a proximidade e, por isso, os bielorrussos também não precisam de visto para conhecer o Brasil por 90 dias. Se você é uma pessoa que busca por um local para relaxar, longe dos lugares excessivamente turísticos, e com lindas paisagens e ótimos spas, Belarus é um lugar altamente recomendado para você.

Quais são os documentos necessários para entrar em Belarus?

Esse não é um dos países mais fáceis de entrar, pois eles exigem muitos documentos dos visitantes durante a sua chegada, conforme a lista a seguir:

  • Passaporte com validade mínima de 3 meses a contar da data de saída do país e com, pelo menos, 2 páginas em branco.
    • Comprovativo de fundos disponíveis para a viagem de USD 525.00 para cada mês de permanência no país, ou de USD 25.00 por dia.
    • Apresentar um documento com o qual é possível obter dinheiro (cheque, cartão de crédito, etc.).
    • Comprovativo de reserva do hotel em que vai ficar hospedado.
    • Caso fique hospedado na casa de alguém no país, será necessária uma carta de fiança escrita por ela, declarando que está disposta a pagar todos os custos do convidado, caso seja preciso.
    • Seguro de viagem.
    • Comprovativo de que vai sair do país, seja uma passagem de avião, autocarro ou comboio de ida e volta. Conforme você pode perceber, Belarus possui bastante burocracia, então é importante preparar-se. Caso tenha qualquer dúvida, aceda a este link e fale com um dos nossos funcionários altamente habilitados.

      Como deve ser o seguro de viagem necessário para entrar em Belarus?

      A exigência desse seguro inclui algumas regras, que são as seguintes:

    • Ele deve ser válido para o território da República de Belarus, já que o país não faz parte da União Europeia nem do Espaço Schengen.
    • Cobertura mínima de despesas médico-hospitalares de 10.000 euros.
    • A validade do seguro deve ser igual ou maior ao prazo da sua visita.
    • Contrato de seguro com tradução oficial caso não fique hospedado em um hotel, mas, sim, em um apartamento alugado ou casa de amigos. Esta última exigência é necessária porque viajantes brasileiros devem registar-se no Departamento de Cidadania e Migração do Ministério do Interior de Belarus no prazo de até 5 dias úteis caso não fiquem hospedados em hotéis.

      Fuja do roteiro turístico em Belarus

      Um visto para Belarus não é necessário, mas a lista de exigências de documentos necessários para entrar no país é grande, e demonstra a burocracia existente no local. Para tirar todas as suas dúvidas sobre a documentação necessária para entrar nesse país, aceda ao seguinte link.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

A Bielorrússia é um país que está localizado no leste europeu e que faz fronteira com a Rússia, Ucrânia, Polónia, Letónia e Lituânia. O país é muito plano, possui muitas árvores e não é banhado pelo oceano. A capital do país é Minsk, e está localizada a 550 km de Varsóvia e a 700 km de Moscovo. Além disso, o país é o 13.º em tamanho entre os países europeus, sendo um pouco menor que o Reino Unido e tendo o dobro do tamanho de países como Hungria e Portugal. Praticamente um terço do território do país é coberto por florestas e as temperaturas variam de negativas por volta de -6 ºC a +17 ºC. Em relação à história desse país, restos tanto do Homo Erectus quanto do Neandertal foram encontrados na região. De acordo com teorias, povos pastorais já vagueavam pela região por volta do ano 1000 a.C. e por volta de 500 a.C. os eslavos estabeleceram-se por ali. A sua independência veio com o fim da União Soviética em 1991, mas mesmo assim o país ainda mantém fortes relações com a Rússia. A Bielorrússia não é um país que muitas pessoas conhecem, mas oferece muitas atrações aos visitantes que valem a pena ser mencionadas. Uma das atrações principais da capital Minsk, por exemplo, é o prédio da KGB, que funciona até os dias atuais com o mesmo nome. A Agência de Segurança do Estado da República de Bielorrússia decidiu manter o nome, mesmo com o fim da União Soviética, e por isso essa atração é bastante curiosa. Outra atração em Minsk é a Red Church, ou também conhecida como igreja de São Simão e Santa Helena, porque o casal que financiou a construção da igreja queria que ela tivesse o nome dos filhos, que faleceram em crianças. Está em dúvida se Minsk é segura? Não precisa de se preocupar, pois essa é uma das capitais mais seguras da Europa, e embora furtos possam acontecer, essa ocorrência não é frequente. Não custa nada tomar precauções em relação a isso, ou seja, tenha cuidado em lugares muitos lotados e não deixe objetos de valor à mostra. Quer saber quanto tempo você deveria passar em Minsk? O recomendável é passar pelo menos dois dias na cidade, pois esse tempo vai permitir que você aproveite a cidade ao máximo. Caso você goste de natureza, a Bielorrússia possui quatro parques nacionais que merecem ser explorados, nomeadamente: Floresta Bialowieza, Parque Naroch National, Lagos Braslav, Parque Nacional Pripyat. Além disso, o país possui vinte mil rios. O rio Drissa, por exemplo, está situado a norte da Bielorrússia e é ideal para o ecoturismo. Caso você tenha ficado interessado em conhecer este incrível país, você pode obter um visto para a Bielorrússia. Brasileiros e portugueses, por exemplo, não precisam de visto para este país, mas caso você seja de um país que precisa de visto para o mesmo, obtenha-o através do site da iVisa, que é uma das maneiras mais fáceis de obter vistos. Quer saber mais sobre a culinária da Bielorrússia? Ela baseia-se em cereais e vegetais típicos da região como batata, beterraba, cogumelos, cevada e centeio. Um dos pratos típicos é a Machanka, que é uma carne de porco frita estufada com caldo de carne, misturada com nata azeda e assada no forno. Outro prato tradicional é o Pirozhki, que são pãezinhos recheados com carne bastante populares. Eles também adotam muitos pratos típicos dos países vizinhos, como é o caso do Borsh ucraniano, que é uma sopa à base de beterraba. Outra receita tradicional é o pernichek, que é um bolo feito com sementes de girassol e amendoim, e mistura com compota de ameixa. Alguns hábitos da população do país podem deixar-lhe impressionado, como, por exemplo, o facto de que as mulheres do país se vestem para impressionar mesmo para ir ao supermercado. Além disso, a população do país dificilmente sorri, o que é um traço da cultura local que muitas vezes parece estranho para quem é de países como Brasil e Portugal. Esse aspeto tem muito a ver com a história turbulenta que eles tiveram com a Segunda Guerra Mundial, Chernobyl e a União Soviética. Cerca de 70% da radiação de Chernobyl, cujo vazamento foi na Ucrânia, acabou indo para a Bielorrússia, e até hoje a população ainda sofre com as consequências disso, já que um quinto da atividade agrícola foi contaminado. A população também possui muita nostalgia em relação à União Soviética, e muitos costumam assistir a filmes e desenhos antigos. Isso ocorre especialmente entre as pessoas mais velhas, pois as gerações mais novas têm cada vez menos esse sentimento. Entre os recursos naturais presentes no país estão depósitos de turfa, pequenas quantidades de gás natural, granito, dolomita, giz, areia. A Bielorrússia é também denominada de “A Última Ditadura da Europa”, já que o presidente está no cargo desde 1994 e é conhecido por comandar o país com mão de ferro. No entanto, os turistas não se precisam de preocupar em relação a isso, pois a forte repressão policial não se manifesta contra os visitantes. Inclusive, uma das políticas do país tem sido cada vez mais incentivar o turismo, tanto é que muitos países não precisam de visto para entrar no mesmo. Brasileiros, por exemplo, podem ficar por lá por até 90 dias sem a necessidade de um visto. Outro aspeto que atrai muitos visitantes é que, por ser na Europa, é muito fácil viajar para outros países deste continente. Além disso, conhecer o país de comboio é simples, pois a malha ferroviária deles tem mais de 5000 km e as viagens de comboio são baratas e de qualidade, o que permite que seja fácil conhecer o país dessa forma. Por isso, caso você tenha gostado de saber mais informações sobre a Bielorrússia, entre em contacto com a iVisa para saber mais sobre os vistos para este país. Afinal, ele possui uma incrível beleza cultura, arquitetónica e natural que lhe vai encantar, e ainda está próximo de diversos países europeus, para que você possa fazer um roteiro ainda mais completo.