Visite uma parte incrível da África com um visto turístico para o Benim (eVisa) online

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto Eletrônico

Em abril de 2018, o Ministério Relações Estrangeiras de Benim começou a emitir vistos eletrônicos para cidadãos de outros países. Este e-Visa permite que os viajantes entrem e fiquem no país por até 90 dias para fins de turismo. O processo de solicitação do e-Visa beninense é muito simples e 100% online. Depois de a solicitação ser enviada e aceita, o solicitante receberá uma autorização que deve ser mostrada para os oficiais de imigração ao chegar. Sim, é simples assim.

O sistema do e-Visa é um método online de solicitação de vistos de qualquer lugar do mundo. Agora os viajantes podem solicitar e pagar rapidamente pela internet, a qualquer momento e de qualquer lugar.

Documentos necessários para o processo
  • Um passaporte válido

  • Um cartão de crédito/débito ou conta do PayPal

Instruções importantes
  • O eVisa beninense é válido para uma ou múltiplas entradas com validade de 30 a 90 dias, dependendo do tipo solicitado. O período de validade se inicia ao chegar e não é permitido que os solicitantes fiquem por um período superior ao garantido pelo visto.

  • Ao chegar em Benim, você precisa apresentar seu passaporte biométrico juntamente com seu eVisa impresso.

  • Os viajantes podem solicitarem um eVisa beninense caso o motivo da viagem seja turismo, negócios ou passagem pelo país.

  • O passaporte dos viajantes deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data de chegada em Benim e possuir pelo menos uma página disponível para o carimbo.

  • Os viajantes devem comprovar sua capacidade de se sustentar durante sua estadia em Benim (um extrato bancário, por exemplo), e fornecer prova de um bilhete de volta.

  • Possuir um eVisa beninense não concede automaticamente o direito de entrar no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se achar que tal pessoa seja incapaz de atender aos requisitos de imigração ou se sua presença no país for contrária à segurança ou interesses nacionais.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

O eVisa beninense é um documento de viagem oficial que os estrangeiros precisam para entrar no país à turismo.
Os seguintes documentos são necessários para enviar sua solicitação:
  • Um documento de viagem/passaporte atual.
  • Um cartão de crédito/débito ou conta do PayPal.

Depende do período de validade e do número de entradas desejadas para o visto:

  • Visto com entrada única e 30 dias de validade: EUR 52.41

  • Visto com múltiplas entradas e 30 dias de validade: EUR 74.24

  • Visto com múltiplas entradas e 90 dias de validade: EUR 100.45

Além disso, existe uma taxa de serviço dependendo do tempo de processamento desejado:

  • Processamento padrão: EUR 17.47

  • Processamento expresso: EUR 34.94

  • Processamento super expresso: EUR 52.41

Isso depende do tempo de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções:

  • Processamento padrão: 7 dias úteis

  • Processamento expresso: 5 dias úteis

  • Processamento super expresso: 3 dias úteis

Depende do tipo de vista que você decidir solicitar:

  • 30 dias (com entrada única ou múltiplas)

  • 90 dias (múltiplas entradas).

A validade se inicia no dia de chegada. Você deve sair de Benim antes do prazo de validade.

Seu documento de viagem deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data de chegada em Benim e possuir pelo menos uma página em branco para o carimbo.
Cidadãos de todos os países podem solicitar um eVisa beninense, contanto que o motivo da viagem seja para turismo, negócios ou visita familiar. Cidadãos de qualquer país africano pode entrar e permanecer em Benim sem visto por até 90 dias. Cidadãos de Hong Kong não precisam de visto para viagens de até 14 dias.
Nós recomendamos que os viajantes façam a solicitação pelo menos 7 dias úteis antes de viajarem para Benim. Para qualquer solicitação que seja feita com menos de 7 dias de antecedência, o iVisa não se responsabiliza por nenhum atraso ou visto recusado
NÃO. Possuir um eVisa para Benin não te dá o direito automático de entrar no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se considerar que tal pessoa é incapaz de atender aos requisitos de imigração ou se sua presença no país for contrária à segurança ou interesses nacionais.
Ao chegar em Benim, você precisa apresentar seu passaporte juntamente com o e-Visa, que deve estar impresso.

Se o viajante partir de um país com riscos de transmissão de febre amarela, será necessário apresentar um cartão de vacina contra a febre amarela.

Para mais informações, clique no link a seguir:

https://www.who.int/ith/ITH_Annex_I.pdf

Se o Benim não estava na sua lista de viagem até agora, deveria estar. É realmente um país pequeno no oeste da África, mas possui muitos tesouros a sua espera. As ruínas de palácios e templos por si só são uma grande atração, mas os mercados de artesanato e sua rica cultura também são ótimos lugares a serem explorados. No entanto, como qualquer outro país estrangeiro que você queira visitar, é necessário fazer alguma pesquisa para saber o que esperar. Felizmente, você não vai achar nada muito desafiador. Abaixo, você encontrará algumas informações que o ajudarão a planejar as melhores férias em Benim.

Primeiro, vamos falar da política de vistos. No entanto, você vai gostar de saber que o Benim possui uma das políticas de visto mais suaves do mundo. Existem duas categorias de viajantes. A primeira é representada pelas nacionalidades que são isentas de visto. Estamos falando de cidadãos africanos e de Hong Kong. Enquanto os cidadãos africanos podem ficar em Benim por até 90 dias sem um visto, os cidadãos de Hong Kong podem ficar por 14 dias. Basta um passaporte válido.

A segunda categoria inclui todas as outras nacionalidades no mundo, que precisam obter um visto com antecedência. A boa notícia é que todas elas são elegíveis para um eVisa, que pode ser facilmente comprado online. É preciso apenas um passaporte válido por pelo menos 6 meses a partir da data de chegada no Benim. O iVisa pode ajudar com o processo de solicitação. O eVisa garante uma estadia de 30 ou 90 dias e pode ser para uma única ou multiplas entradas. A escolha é sua.

A melhor época para visitar o Benim é quando as temperaturas e a umidade estão mais baixas, que é entre novembro e fevereiro. O resto do ano chove muito e não é fácil de aturar a temperatura.

O Benim costumava ser uma colônia francesa, motivo pelo qual o idioma oficial é o francês. No entanto, são falados mais de 50 idiomas africanos pelo país, incluindo o fon e o iorubá. É mais fácil aprender um pouco de francês. Felizmente, o inglês está cada vez mais comum, então é possível usá-lo, principalmente nas áreas urbanas.

Quanto às atrações, um fato importante é que o Benim é o berço do Vodun, também conhecido como vudu. Ainda é a religião oficial em que o povo acredita no Benim. Você vai querer visitar os templos, bem como os mercados de fetiches em todo o país. No entanto, uma das coisas mais interessantes sobre o vudu que você encontrará é o mercado de crânios e de fetiches de pele no Grande Marche du Dantokpa em Cotonou.

Uma das principais atrações do Benin é Abomey, que era a capital do Império Daomé. Lá possui diversas ruínas de palácios e templos e os turistas adoram. O local foi declarado patrimônio mundial pela UNESCO Os reis de Daomé ganharam muito dinheiro com o tráfico de escravos e construíram palácios opulentos. Você pode visitar o museu com tapeçarias macabras e um trono feito de crânios humanos.

Em Benim, você não pode ignorar Ganvie, que é lar de 30 mil pessoas. Seu ancestral fugiu dos reis bárbaros de Daomé e criou sua própria cidade. Ganvie é uma das maiores cidades de lagos da África, devido a proximidade do lago Nokoue.

Indo mais ao norte, você encontrará o povo de Somba e suas casas únicas de torre de lama e barro. Elas são chamados de 'tata' e são bastante excêntricas. Todos os turistas que vão até a região também visitam o vale de Koutammakou, na fronteira no Togo, que é mais um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Antes de deixar Benim, você deve visitar o marcado de artesanato em Se. Você pode comprar muitas lembranças bonitas para seus entes queridos, assim como presentes para si mesmo. Todos que vão lá apreciam a beleza desse mercado. Você com certeza vai desejar ter malas maiores para poder levar tudo. Os preços são baratos e você vai conseguir muitas coisas interessantes lá.

Por fim, não devemos esquecer que a costa sul de Benim é banhada pelo oceano. A praia de Grand Popo vai recebê-lo com areia branca e cervejas baratas. É possível praticar diversos esportes por lá, mas o cenário e a água morna devem ser suficientes se você quiser fazer uma pausa e relaxar.

A comida em Benim não é nada espetacular. É deliciosa, mas não tem nada de especial. Você encontrará muitos vendedores ambulantes e, caso nunca tenha experimentado carne de burro, esta é sua chance. No entanto, você deve prestar atenção onde compra sua comida. Nunca compre alimentos frios (significa que não são frescos) e, se vir um vendedor que não cubra os alimentos com tampa, passe longe. Você não precisa se dar ao trabalho. É muito comum os turistas serem infectados com o e.Coli.

Quanto à segurança em Benim, você não tem muitos motivos para se preocupar. No entanto, recomendamos que sempre viaje acompanhado, especialmente se for mulher. A pessoa que está contigo deve ser de confiança, pois você precisa de alguém que conheça os preços, os idiomas e os lugares certos para comer onde estiver. Assaltos e roubos são mais comuns perto de hotéis e boates, portanto não saia sozinho a noite. De resto, use o senso comum. Os beninenses são acolhedores e pacíficos, mas essas coisas acontecem em todo lugar.

Em relação à saúde, a única vacinação obrigatória é a contra a febre amarela. No entanto, os oficiais de imigração raramente conferem o certificado, mas você deve se vacinar para proteger sua própria saúde. A malária também é comum, devido ao alto número de mosquitos. Os comprimidos estão disponíveis e podem ser comprados apenas com receita médica. Fora isso, a água da torneira é potável em algumas regiões, embora possua muito cloro, o que pode não ser do seu gosto. A disponibilidade de água engarrafada é farta.

Benim é um dos países mais seguros para se visitar na África Ocidental. Além disso, a experiência será inesquecível. As pessoas são amáveis, as atrações interessantes e você vai querer voltar com certeza. Afinal, Benim é as vezes citada como um dos tesouros escondidos da África.