Conseguir um visto de turismo de 10 anos para a China nunca foi tão fácil

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Paper Visa

A China começou a emitir vistos de 10 anos (Papel Turístico) em 2014. Atualmente, o iVisa só oferece esse serviço para residentes dos Estados Unidos. Àqueles com passaporte americana ou que residem nos Estados Unidos podem agora obter um visto de 10 anos que serve tanto para negócios quanto para turismo. Esse visto permite que você entre e saia da China quantas vezes desejar dentro do período de 10 anos. Por favor, perceba que cada visita é limitada a uma estadia máxima de 60 dias.

Diferente de outros serviços de visto, nossa solicitação simplifica o máximo possível o processo. Viajantes devem completar o formulário de aplicação pela internet. Depois de completado, nosso pessoal experiente irá revisar sua solicitação e envia-la em formato PDF junto com a etiqueta de envio do Fedex. Os solicitantes devem imprimir e assinar a solicitação em PDF e agendar um envio de Fedex. Os solicitantes irão simplesmente enviar o seu passaporte, a solicitação em PDF assinada e os documentos adicionais (caso necessário) para o nosso escritório. Nosso serviço inclui fazer a solicitação na embaixada/consulado chinês correta e enviar de volta o seu passaporte (com um adesivo de visto de 10 anos anexado) via Fedex. Por favor, solicite o visto com 10 dias úteis de antecedência.

Documentos necessários para o processo

DOCUMENTOS PARA TODOS OS SOLICITANTES

  • Carteira de motorista.
  • Prova do hotel. Se você for ficar na residência de um parente ou amigo, é necessária uma cópia da identidade dele e uma carta dele dizendo que está disposto a te apoiar enquanto estiver no país.
  • Foto digital do passaporte.
  • Uma digitalização do passaporte.
  • Prova da viagem.
  • É necessário um endereço de correspondência nos Estados Unidos.

DOCUMENTOS ADICIONAIS SE O PROPÓSITO DA VIAGEM É NEGÓCIOS:

  • Duas cartas de apresentação. A primeira é uma carta convite assinada pela companhia que você está visitando e uma cópia da sua identificação chinesa (frente e verso) e a segunda é carta assinada da sua companhia sediada nos Estados Unidos.
  • Identidade do anfitrião.

DOCUMENTOS ADICIONAIS PARA MENORES DE IDADE:

  • Certidão de nascimento do menor
  • Foto da identidade da mãe
  • Foto da identidade do pai
Instruções importantes
  • Para solicitar um visto chinês de 10 anos através do iVisa você deve ser cidadão ou residente dos Estados Unidos.
  • Para vistos de 10 anos com várias entradas, cada estadia (tempo em que você pode ficar no país por entrada) pode durar, no máximo, 60 dias.
  • Se o seu passaporte vencer em menos de 10 anos, tudo que você precisa fazer é levar o seu passaporte vencido que contém o adesivo do visto juntamente com o seu passaporte novo. Enquanto os dados dos dois passaportes forem os mesmos, você será capaz de utilizar o mesmo visto. Se alguma informação for alterada (você se casar e mudar de nome), você precisará solicitar um novo visto.
  • Você não pode trabalhar com o visto chinês de 10 anos.
  • Você precisa enviar o seu passaporte para o nosso escritório, uma vez que a embaixada/o consulado chinês irá colar o adesivo do visto nele.
  • Por favor, entenda que o seu custo de Fedex inclui dois envios: o do passaporte para o nosso escritório e o retorno dele com o visto para o seu endereço de correspondência. Nós forneceremos as etiquetas de envio do Fedex.
  • O tempo de processamento super expresso para vistos chineses é de, aproximadamente, 10 dias úteis.
  • É necessário um endereço de correspondência nos Estados Unidos.
  • Para cidadãos americanos, a China emite, por padrão, um visto de turista que permite entrar no país várias vezes por até 10 anos, caso o passaporte do solicitante seja válido por mais de um ano. Em alguns casos e/ou se o passaporte do solicitante é válido por menos de um ano, o visto pode ser válido por um número limitado de entradas (uma ou duas) e por um período menor (três, seis ou doze meses). Em todos os casos, o visto real emitido fica a critério da embaixada/do consulado.
  • Para solicitações para propósitos de negócios, você deve enviar duas cartas de apresentação. A primeira é uma carta convite assinada pela companhia que você está visitando e uma cópia da sua identificação chinesa (frente e verso) e a segunda é carta assinada da sua companhia sediada nos Estados Unidos.
  • Se for ficar em um hotel, envie por favor um documento da reserva do hotel. Se for ficar na residência de um parente ou amigo, envie por favor uma carta convite e o documento do seu anfitrião.
  • Se você quiser trocar o seu visto na China (por exemplo, de um visto de turista para um de estudante/trabalho) você pode fazê-lo sem sair do país, mas terá que ser antes do seu visto atual expirar. Você precisa fazer a solicitação junto ao **escritório de administração da secretaria de segurança pública de entrada e saída ou PSB.***

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

Um visto chinês de turista (classificado como visto L de turista) é um visto de papel tradicional que é anexado a página de vistos do seu passaporte, permitindo que seu titular viaje para a China com o propósito de turismo.
Nós necessitamos dos seguintes itens para enviar a sua solicitação:
  • Carteira de motorista.
  • Prova da reserva do hotel. Se você for ficar na residência de um parente ou amigo, é necessária uma cópia da identidade dele e uma carta dele dizendo que está disposto a te apoiar enquanto estiver no país.
  • Foto digital do passaporte.
  • Uma digitalização do passaporte.
  • Prova da viagem.
  • É necessário um endereço de correspondência nos Estados Unidos. Documentos adicionais para menores de idade:
  • Certidão de nascimento
  • Foto da identidade dos pais
O custo de um visto chinês de turista é de 140 dólares. Além disso, existe uma taxa de serviço de 89 dólares para o processamento padrão. Para os processamentos expresso e super expresso, a taxa de serviço é de 119 e 149 dólares, respectivamente.
Isso depende do método de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções:
  • Processamento padrão: 14 dias úteis.
  • Processamento expresso: 12 dias úteis.
  • Processamento super expresso: 10 dias úteis
O visto chinês de turista é valido por 10 anos após a emissão. É um visto que permite várias entradas, cada uma dela limitada a, no máximo, 60 dias de estadia.
Não necessariamente. Neste caso, você deve levar o seu passaporte vencido com o visto chinês válido juntamente com o seu novo passaporte válido. No entanto, suas informações vitais (nome, sexo, data de nascimento e nacionalidade) devem ser a mesma nos dois passaportes. Se aconteceu qualquer mudança nos dados pessoais por qualquer motivo (mudança no nome devido a casamento, por exemplo), você precisará, então, tirar um novo visto.
Não. O visto chinês é apenas para propósitos turísticos.
O visto chinês de turismo permite que você entre no país várias vezes durante o período de validade de 10 anos.
Nós precisaremos do seu passaporte atual para que o visto de papel seja anexado a ele quando for aprovado.
Se a duração da sua escala for inferior a 24 horas, você não precisa de um visto contanto que tenha uma passagem de saída confirmada. Você precisará passar pela imigração e mostrar o seu passaporte e sua passagem de saída, onde eles vão carimbar, gratuitamente, uma permissão especial de escala. Se a duração da sua escala for maior que 24 horas, você pode solicitar uma permissão de trânsito isenta de visto de 72 horas ao chegar. Isso está disponível para cidadãos de 51 países, incluindo os EUA, contanto que os seguintes critérios sejam cumpridos:
  • Possuir um passaporte válido
  • Se qualificar para os requerimentos de entrada do próximo país
  • Possuir uma passagem aérea de marcada para menos de 72 horas após a chegada
  • Voando de um dos seguintes aeroportos: Beijing (PEK), Chengdu (CTU), Chongqing (CKG), Dalian (DLC), Guangzhou (CAN). Guilin (KWL), Hangzhou (HGH), Shanghai Hongqiao (SHA), Shanghai Pudong (PVG), Shenyang (SHE), Xiamen (XMN), Wuhan (WUH) e Xi'an (XIY. Não será permitido que você deixe a área de trânsito durante as 72 horas, com exceção de Guangzhou e Hangzhou, que permite que você visite as províncias de Guangdong e Zhejiang, respectivamente.
A estadia máxima por entrada não pode ser superior a 60 dias.
Você pode ser capaz de estender sua estadia. Você terá que fazer seu pedido junto ao escritório de administração da Secretaria de Segurança Pública (PSB) de entrada e saída no município em que você estiver.
Titulares de passaportes americanos não precisam de um visto para visitar Hong Kong ou Macau.
Sim, você continua elegível para solicitar. Nós precisaremos de uma cópia do seu green card ou visto americano válido, além dos documentos padrões necessários. O green card ou visto deve ser válido por pelo menos 6 meses.
Não, isso não será um problema. Seu endereço permanente determina a jurisdição, o que irá decretar a embaixada na qual sua solicitação deve ser submetida. Portanto, nós sempre verificaremos os seus documentos de solicitação para garantir que está sendo processado corretamente e o seu passaporte seja enviado para o endereço correto.
A carta convite deve conter as seguintes informações
  • Deve ser endereçada ao “Consulado da China”.
  • Deve conter o nome completo, gênero, data de nascimento e detalhes do passaporte do solicitante.
  • Detalhes da sua visita na China, como datas, propósito e lugares de acomodação.
  • Informações a respeito do anfitrião / parte que está fazendo o convite: nome, endereço, número de telefone e relação com o solicitante.
  • Cópia da identidade chinesa do anfitrião. Se não for um cidadão chinês, a cópia da permissão chinesa de residência o do passaporte.
Não, isso só é necessário na solicitação inicial. Depois de aprovada e emitida, você será capaz de entrar na China sem a necessidade de fornecer a documentação mencionada acima.
Sim, são necessárias algumas informações adicionais. Especificamente:
  • Nome chinês escrito em caracteres chineses.
  • Prova de mudança de nome (se aplicável)
  • Vistos chineses anteriores (se aplicável)
Visitar a China envolve uma pesquisa sobre a cultura e os costumes do país. Embora esse princípio se aplique a muitos países que você pode querer visitar, as tradições chinesas são muito diferentes; muitas das coisas que você faz normalmente podem soar rudes ou ofensivas. Por isso, recomendamos que você faça sua lição de casa antes de entrar no avião. O primeiro exemplo que vem à mente é o uso dos rashis. Você os usará com muita frequência enquanto estiver no país. Mas se deixá-los na vertical em sua tigela de arroz, isso será considerado rude. Rashis mantidos na vertical são associados a funerais. Esse é o único momento no qual um chinês os coloca nessa posição, nas lápides dos seus entes queridos para alimentá-los no além. E há muito mais de onde isso veio. Caso você seja elogiado ou lhe ofereçam um presente, você deve recusá-lo educadamente pelo menos algumas vezes. Por alguma razão, o povo chinês aprecia a humildade. O ato de recusar um presente mostra sua apreciação por quem o ofereceu. Mas não se preocupe. Os receptores vão ceder e os doadores insistirão até que o presente seja aceito. Uma preocupação comum de turistas é que o povo chinês come cachorros. Não podemos negar essa informação; a carne de cão é servida no país, mas não com a frequência que você imagina. Na verdade, este hábito tem diminuído nos últimos anos, de modo que há cada vez menos consumidores da carne de cachorro. Fala-se sobre a proibição legal da prática, pois muitos chineses têm gatos e cães como animais de estimação. Estamos cientes de que este é um tema sensível, mas equívocos devem ser eliminados. Um outro equívoco comum é que o ar de Pequim é irrespirável. Muitas vezes, você vê imagens nos jornais em que o céu fica coberto por gases. E a situação é tão ruim que você nem consegue ver o sol. No entanto, como sempre, nada é tão ruim quanto a mídia pinta. De fato, a poluição em Pequim é intensa. Mas um dia respirando na cidade é como fumar um sexto de um cigarro. Embora não seja bom para a saúde, não é tão ruim quanto as pessoas querem que você pense que é. Muitos já ouviram falar que se expor ao ar de Pequim é como fumar um maço de cigarros por dia. Isso não poderia ser menos verdade. Uma das coisas com as quais você pode ter dificuldade é a acessibilidade. Você não conseguirá acessar todos os sites que pode visitar com facilidade nos Estados Unidos, por exemplo. No entanto, há formas de contornar isso. Você pode instalar uma VPN ou uma rede privada virtual. Basicamente, isso muda o a localização do seu IP e concede um acesso de internet igual ao que você tem nos Estados Unidos. Assim, você poderá usar qualquer site que desejar. Se não souber como fazer isso, basta perguntar aos habitantes locais. Eles são bem versados nesta situação. Uma coisa que pode despertar sua sensibilidade são os banheiros na China. Nem todos eles são assim, mas, em muitos, casos, você precisará usar o banheiro agachado. Os turistas costumam ser surpreendidos por isso, mas saiba que esse modelo é mais higiênico. Para começar, você não precisa tocar em uma privada sobre a qual muitos já estiveram. No entanto, não se esqueça de levar seu próprio papel higiênico, pois você raramente encontrará o item nos banheiros locais. Quando você chegar à China, não limite a sua viagem a Pequim e Xangai. De fato, a China tem muitos locais bonitos a oferecer e seria uma pena passar todo seu tempo em áreas urbanas. Você pode visitar o sul da China, que é famoso por suas especiarias. Tem algo no aroma do lugar que você nunca irá esquecer. Além disso, as belezas naturais são de tirar o fôlego. Lugares como o lago Karakul em Xinjiang ficarão em sua memória para sempre, assim como outras maravilhas naturais da China. A alimentação será bem diferente do que você está acostumado. Naturalmente, na China você não comerá como come no ocidente. Os ingredientes são diferentes e as especiarias são maravilhosas. Uma vez que provar a comida original chinesa, a que você pede em seu país perderá a graça. Assim, se não quiser estragar seu apetite pela comida chinesa do seu local de origem, recomendamos que você não coma tudo que encontrar de bom na China. Como é impossível viver de batatas fritas, no entanto, você acabará descobrindo algumas coisas de qualquer forma. Quanto ao idioma, houve uma época em que poucos chineses sabiam falar inglês. Isso já não é verdade. Mais e mais pessoas aprendem inglês e o turismo pode ter algo a ver com isso. Mas como o inglês é uma língua internacionalmente usada, é mais comum que os jovens tenham mais domínio sobre ela. Mesmo assim, não dói aprender um pouco de chinês antes de sair de viagem. Na verdade, a língua mais comum é o mandarim. Você encontrará algumas outras coisas estranhas em China. Arrotar ou encarar pessoas em público é considerado inapropriado. Você nunca verá as pessoas lutando por aí como em filmes do Jackie Chan e ninguém poderá vê-lo do espaço na grande muralha da China. A quantidade de coisas que as pessoas desconhecem sobre o país pode gerar diversos equívocos. Por isso, aconselhamos que você leia bastante sobre seu destino antes de pegar o avião. Dessa forma, você nunca será considerado rude ou indelicado. Você perceberá que os chineses são amáveis e educados. Eles são pessoas muito agradáveis e irão tratá-lo com o maior respeito e hospitalidade.
Se o viajante partir de um país com riscos de transmissão de febre amarela, será necessário apresentar um cartão de vacina contra a febre amarela. Mais informações no link a seguir: https://www.who.int/ith/ITH_Annex_I.pdf