Informações sobre o visto Schengen para a Itália

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto para Schengen

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

Quer saber se brasileiros precisam de um visto Schengen para a Itália? Esse país é um dos mais visitados da Europa, pois o estilo de vida dos habitantes, a culinária e as belas paisagens fascinam os visitantes.

Brasileiros precisam de um visto Schengen para a Itália?

Brasileiros não precisam de um visto Schengen para a Itália, pois esse país faz parte da União Europeia, que não exige esse documento de visitantes que queiram permanecer a turismo por até 90 dias. Esse prazo de três meses em que os viajantes podem permanecer na Europa é concedido dentro de um período de 180 dias, o que visa impossibilitar que os visitantes esgotem o prazo, saiam e voltem para a União Europeia logo em seguida para renovar esse prazo. Caso você tenha qualquer dúvida sobre o que é necessário para visitar a Itália, entre em contacto com a embaixada do país no Brasil através deste [site] (https://ambbrasilia.esteri.it/ambasciata_brasilia/it/).

Quais são os documentos necessários para entrar na Itália?

Os documentos que são requeridos pelos oficiais da imigração, no momento em que você desembarca na Itália vindo de um país que não seja da União Europeia, são os seguintes: • Passaporte com, pelo menos, seis meses de validade a partir do momento do seu regresso, com, ao menos, duas páginas em branco; • Passagem de ida e volta; • Seguro de viagem com cobertura de, pelo menos, 30 mil euros; • Comprovativo de que possui fundos suficientes para se sustentar no país durante o período em que estiver viajando; • Comprovativo de reserva de um hotel ou carta convite. Os oficiais da imigração podem não requerer todos esses documentos no momento do seu desembarque no país, mas é importante levar tudo o que foi listado, para que não tenha qualquer surpresa durante a sua viagem.

Como comprovar que possui fundos suficientes para permanecer a turismo no país?

Isso pode ser pedido de você, como prova de você viajou preparado para fazer turismo, e como uma garantia de que não passará necessidade ou tentará arranjar um emprego de forma ilegal. O recomendável é que você possa comprovar que você possui, pelo menos, USD 65 por dia de viagem, e isso pode ser feito através de extratos bancários recentes.

A importância da carta convite

Quando você estiver planeando viajar para algum país da União Europeia e ficar na casa de amigos ou familiares, não se esqueça de levar uma carta convite para apresentar aos oficiais da imigração. O modelo dessa carta pode ser obtido facilmente através da Internet, e ela deve acompanhar também um documento que comprove que a pessoa que lhe vai hospedar está residindo legalmente no país em que vive.

Apaixone-se pela culinária e pela cultura da Itália

Brasileiros não precisam de obter um visto Schengen para a Itália , pois esse documento não é necessário para quem deseja visitar a União Europeia por até 90 dias a turismo. Para saber mais sobre o que é necessário para conhecer a Itália, entre em contacto connosco através do site.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

A Itália, ou como é oficialmente, República Italiana, atrai a atenção de milhares de turistas ao redor do mundo, principalmente por causa da sua história. Afinal de contas, quem nunca ouviu falar das histórias de batalhas épicas dos gladiadores ou do Império Romano? Esse último foi um dos maiores e mais duradouros da história do mundo. Muitos pontos importantes para o Império Romano continuam de pé até hoje, como é o caso do Coliseu. É apenas uma reminiscência do que foi nos tempos de jogos com gladiadores, mas ainda assim é um património da humanidade bastante importante. Igualmente importante no país são as grandes catedrais. A Igreja Católica teve uma grande influência na formação da Itália, e até hoje algumas pessoas confundem o Vaticano com uma cidade italiana. Por um longo período, o catolicismo romano foi a religião oficial do Estado, apesar de isso ter mudado, mais de 80% da população se identifica como católica. Historicamente, o fascismo foi predominante na Itália, mas, depois das derrotas na Segunda Guerra Mundial, o regime fascista entrou em colapso. Mesmo assim, a dúvida ainda perdura na mente dos turistas, afinal, a Itália é um país recetivo com os turistas? Bem, você deve entender que a Itália é o quinto principal destino turístico do mundo, então, podemos dizer que a população está acostumada a receber pessoas de outras culturas. Ainda assim, a Itália é um país de nacionalistas, casos de racismo e outros tipos de intolerância são comuns no país. No futebol, por exemplo, que é um desporto bastante popular no país, casos de racismo são frequentes. Ainda assim, apesar do fantasma do fascismo e intolerância na região perdurarem, o Governo italiano combate fortemente esse tipo de prática. Campanhas contra a intolerância e, principalmente, contra o racismo são comuns, tanto pelo Governo quanto pela iniciativa privada, isto é, equipas de futebol. A conclusão que podemos fazer é que os turistas são bem-vindos, o turismo é incentivado, mas a intolerância ainda está presente, apesar de ser combatida.

No geral, cidades como Roma e Veneza, locais mais visitados pelos turistas, estão de braços abertos aos visitantes. A população local já está acostumada a lidar com pessoas de outras culturas. No que diz respeito à sua visita ao país, um dos problemas que você vai enfrentar é encontrar tempo para visitar todos os pontos turísticos. A Itália é o país com o maior número de sítios considerados como Património Mundial pela UNESCO. Para fazer a sua visita render, o planeamento é tudo. Defina os pontos que realmente quer visitar, já que visitar todos é praticamente impossível, a menos que você passe uma temporada no país. Para transporte, um turista vai ser bem atendido pelas linhas férreas do país. A Itália conta com uma das maiores redes ferroviárias do mundo. Há também mais de 100 aeroportos no país, então há inúmeras formas de começar a sua estádia, de acordo com o local em que você pousa. Então, qual os roteiros mais usados pelos turistas? Bem, já existem algumas cidades que são conhecidas como preferidas pelos visitantes. Para começar, temos Roma, a capital do país. É em Roma que se encontra o Coliseu, o verdadeiro postal de Itália. A cidade também é conhecida pelas suas praças, que atraem multidões diariamente. A próxima cidade na lista de preferidas pelos visitantes seria Milão, e o motivo é simples, trata-se da capital da moda. Mas diferente do que alguns podem esperar, a moda não é o único assunto na cidade. Pode surpreender alguns, mas é em Milão que algumas das igrejas mais importantes do país se encontram. Para começar, a Catedral de Milão é uma das maiores igrejas do mundo. Enquanto que a igreja Santa Maria delle Grazie é local onde você encontra o quadro da Última Ceia. Para quem gosta de futebol, a cidade é o lar de dois dos principais clubes do país, o Inter de Milão e o Milão, visitar o estádio dos clubes durante um jogo pode ser uma experiência única. Para os amantes da arte, Florença é uma paragem obrigatória, pois algumas das obras de arte mais conhecidas do mundo estão ali. Para começar, a Galleria Dell’Accademia é onde você vai encontrar o David de Michelangelo, entre outras esculturas romanas. Agora, se a sua visita é com aquela pessoa especial, Veneza é uma paragem obrigatória. A cidade é conhecida como a cidade do amor e dos canais. Veneza é uma cidade diferente de todas as outras, trata-se de um conjunto de ilhas ligadas por pontes. Um passeio de barco por aqui é um excelente encontro romântico. Em Veneza, você também vai encontrar a praça São Marcos e uma basílica de mesmo nome. A praça de São Marcos é uma das mais belas do mundo, enquanto que a basílica conta com paredes cobertas de mosaicos feitos de ouro. É claro que, no meio de todas essas cidades, você vai querer aproveitar a culinária italiana. Os pratos de Itália são conhecidos mundialmente. A pizza, o esparguete e vários outros tipos de massa atraem milhões de turistas do mundo inteiro. Não podemos deixar de mencionar a cidade de Pisa, onde você vai encontrar a famosa torre inclinada, onde ninguém menos que Galileu já fez experiências científicas. Nós podemos continuar essa lista com pontos importantes para você visitar por muito mais tempo, mas seria necessário um website inteiro para falar sobre o assunto. O que você precisa de saber é que o turismo é uma das atividades mais importantes para a economia do país e é incentivada pelo Governo. Entenda que o Governo facilita a entrada de turistas, mas as regras variam de um país para o outro e de acordo com o período da sua estadia. No geral, não é muito difícil conseguir entrar nos critérios necessários para visitar o país. Novamente, um dos poucos problemas que você vai enfrentar durante a sua visita é encontrar tempo para conseguir visitar tantos pontos turísticos importantes. Portanto, prepare a sua viagem com antecedência e calma, a fim de aproveitar ao máximo todos os locais deste país incrível.