Solicite agora um visto online de negócios para Mianmar (eVisa de negócios)

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: eVisa de Negócios

Myanmar laçou o sistema de e-Visa de negócios em julho de 2015. Os e-Visas são emitidos pela internet e são para turismo e negócios apenas.

Ao usar o iVisa, os viajantes de certas nacionalidades não precisam visitar o consulado para solicitar um e-Visa de negócios. Você pode enviar todos os documentos e informações necessários e pagar a taxa do visto pela internet. Esse sistema simplificado elimina o tempo gasto nas filas e os processos custosos que existiam antes. Isso ajuda muito os empresários.

O e-Visa birmanês de negócios é um documento oficial emitido eletronicamente pelo governo da República da União de Myanmar. Os solicitantes receberão seus vistos por e-mail depois de preencher o formulário de solicitação com as informações necessárias e após efetuar o pagamento pela internet com o cartão de crédito.

Documentos necessários para o processo
  • Passaporte com pelo menos 6 meses de validade

  • Uma cópia digitalizada da página de identidade do passaporte

  • Uma foto recente do tamanho de passaporte

  • Confirmação da(s) reserva(s) do hotel

  • Cartão de crédito/débito ou conta do Paypal para pagamento

Instruções importantes
  • A foto de passaporte colorida deve ter sido tirada nos últimos 3 meses.

  • Titulares de e-Visas birmanes de negócios podem ficar em Myanmar por, no máximo, 70 dias consecutivos em uma única entrada.

  • Os viajantes devem possuir passaportes válidos por pelo menos 6 meses a partir da data planejada de entrada e uma página em branco.

  • O e-Visa birmanês de negócios é válido por noventa (90) dias após a data de emissão.

IMPORTANTE: Lembre-se que ao viajar com um e-Visa você só pode entrar em Myanmar pelos seguintes portos de entrada:

3 Aeroportos internacionais:

  • Aeroporto Internacional de Yangon
  • Aeroporto Internacional de Mandalay
  • Aeroporto Internacional Nap Pyi Taw

5 Pontos de Verificação Internacionais da Fronteira Terrestre:

  • Tachileik
  • Myawaddy
  • Kawthaung
  • Tamu
  • Rih Khaw Dar

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

O e-Visa birmanês de negócios é um requerimento de viagem obrigatório para estrangeiros dos países qualificados que desejam visitar a República de Myanmar a negócios. O e-Visa birmanês de negócios é um vista que permite uma única entrada, o que quer dizer que, cada vez que você quiser entrar no país a negócios, você terá que solicitar um novo e-Visa de negócios.

Nós necessitamos dos seguintes itens para enviar a sua informação:

  • Foto do aplicante

  • Carta convite (se aplicável)

  • Registro de negócios da empresa que está convidando (se aplicável)

  • Selfie holding the physical credit card used for the transaction is need to verify payment. Only the last 4 digits of the credit card must be visible in the picture. Only one image is needed per order. (se aplicável)

COMO TIRAR A FOTO PERFEITA PARA O SEU VISTO:

COMO TIRAR FOTOS PERFEITAS DOS DOCUMENTOS REQUERIDOS:

O e-Visa birmanês de negócios custa 70 dólares. Além disso, existe uma taxa de serviço de 20 dólares para o processamento padrão. Para os processamentos expresso e super expresso, a taxa de serviço é de 50 e 80 dólares, respectivamente.
Isso depende do método de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções:
  1. Processamento padrão: 3 dias úteis
  2. Processamento expresso: 2 dias úteis
  3. Processamento super expresso: 1 dia útil
O e-Visa birmanês de negócios é válido por 90 dias após a emissão. Isso quer dizer que você deve entrar em Myanmar dentro de 90 dias. É um visto de entrada única e permite uma estadia máxima de 70 dias.
O passaporte do solicitante deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data de entrada no Quênia e possuir pelo menos uma página em branco.
Você pode ficar em Myanmar por até 70 dias com o e-Visa de negócios. Não confunda a validade de 90 dias a partir da data de emissão com o tempo de estadia do visto. Você pode ficar 70 dias em Myanmar, não 90.
Sim, você precisará solicitar dois e-Visas. Cada e-Visa é válido para uma única entrada no país.
Existem restrições a respeito dos lugares em que você pode usar o e-Visa. Os únicos portos de entrada disponíveis para se utilizar o e-Visa são:
  • Um dos 3 aeroportos internacionais: Yangon, Mandalay e Nay Pyi Taw
  • Um dos 5 pontos de verificação de fronteira terrestre: Tachileik, Myawaddy e Kawthanung, Tamu-Moreh, Rih Khaw Dar-Zokhawthar
Os únicos países isentos de visto para o Myanmar são:
  • Brunei
  • Camboja
  • Indonésia
  • Laos
  • Filipinas
  • Vietnã
Se o viajante partir de um país com riscos de transmissão de febre amarela, será necessário apresentar um cartão de vacina contra a febre amarela. Mais informações no link a seguir: https://www.who.int/ith/ITH_Annex_I.pdf
Myanmar, ou Birmânia, não estava disponível para investidores internacionais. Faz sentido que todos queiram conseguir um pedaço no mundo dos negócios lá agora. Como um lugar onde não havia acesso, existem muitas oportunidades e sua empresa pode estar interessada em colaborar com uma empresa birmã. No entanto, uma vez que estamos falando de um país estrangeiro, seria melhor aprender antes algumas regras básicas de etiqueta empresarial local. Afinal, você não quer passar vergonha quando chegar lá por ter ficado com preguiça de ler uma coisa ou outra sobre a cultura e tradição do país antes de viajar, não é mesmo? Com isso em mente, encontram-se abaixo algumas informações valiosas que farão com que sua viagem de negócios seja um sucesso. Uma coisa surpreendente sobre Myanmar é a etiqueta no escritório. O país é asiático, com uma cultura similar ao dos outros países orientais. Você provavelmente já sabe que ao chegar na casa de um chinês, por exemplo, é preciso tirar o calçado. Enquanto na China isso é verdade somente para os lares, em Myanmar essa regra se aplica para o escritório também. Você pode usar sapatos em corredores públicos, mas não em escritórios ou salas de conferência. Não precisa nem dizer que suas meias devem ser escolhidas com atenção. Quando entrar em uma casa, o anfitrião ficará mais ofendido por você não tirar os sapatos do que pelo estado das suas meias, mas ambos são importantes no mundo dos negócios. Verifique se suas meias não têm buracos antes de comparecer a uma reunião. É comum que as pessoas apertem as mãos aos se encontrarem. Quanto a isso, não existe problema se tratando de homens, eles sempre apertam as mãos sem pensar duas vezes. Com uma mulher, por outro lado, os estrangeiros não têm certeza do que podem ou não fazer. Se uma mulher estender a mão, estenda a sua também. Caso contrário, sorria e acene e será o suficiente. Você pode tomar a iniciativa para um aperto de mão se for mulher. Caso não queira, não se preocupe. Ninguém ficará ofendido e você receberá um sorriso sutil em resposta. Quanto ao traje de negócios, as coisas são bem relaxadas em Myanmar. O clima quente e húmido não é adequado para o terno, por isso você pode esquecer o blazer e a gravata. Basicamente, tudo bem usar um traje casual de negócios. No entanto, existe uma regra para as mulheres, que precisam se vestir de maneira mais conservadora. Podem usar saias ou vestidos na altura do joelho, além de cobrirem os ombros. A roupa não pode estar apertada também. Fora isso, pode usar a roupa que quiser. Uma coisa comum a todas as culturas é que antes da reunião em si as pessoas jogam conversa fora. O motivo disso é para se conhecerem melhor e algumas culturas usam esse encontro para construir uma relação de confiança. No entanto, em Myanmar essa prática não tem vez. A delegação birmã tentará descobrir coisas como você quanto pessoa, mas não estará interessada em conversas triviais. Entretanto, se eles começarem a jogar conversa fora, fale sobre cultura, história, tradições ou comidas típicas do país. Eles gostam de ouvir o que você tem dizer a respeito disso. Além disso, se aprender algumas palavras em birmanês eles ficarão muito impressionados. Seu esforço será reconhecido e recompensado. É comum em alguns países a troca de presentes, mas em Myanmar não é uma obrigação. Contudo, se quiser oferecer um presente, não exagere. Uma pequena lembrança do país de origem é mais que suficiente. Pode até mesmo ser um produto com a logo da empresa. Mas uma coisa é certa. Uma boa caixa de chocolates nunca falha. Assim como a maioria dos países, é comum trocar cartões de negócios. Obviamente, você precisa apresentar o seu. Se possível, apresente um cartão com tradução para o birmanês. Não é obrigatório, mas é uma gentileza que será apreciada. Além disso, não guarde imediatamente o cartão da outra delegação assim que o receber. Dê uma olhada nele antes de guardar. Se puder receber com as duas mãos seria ótimo. O primeiro encontro com a delegação birmã pode ser estressante, mas não tem motivos para se preocupar. Ninguém espera que você saiba tudo logo de cara. Está tudo bem perguntar caso tenha alguma dúvida. Não tenha medo de cometer alguns pequenos erros durante a reunião. Claro, erros relacionados a cultura, não a negócios. Se tiver alguma dúvida sobra qualquer coisa, sorria e peça uma explicação. Ninguém se sentirá insultado por isso, pelo contrário. Todos estarão mais que felizes em ajudar. Um aspecto que deve acalmar a sua mente é que os birmaneses são amáveis e pacientes. Eles não esperam que você saiba tudo pois estão cientes das diferenças culturais. Se cometer algum erro, não insultará ninguém. Não deixe sua falta de conhecimento afetar sua confiança.