iVisa.com

Tire agora o seu e-Visa birmanês pela internet

iVisa.com provides expedited processing and guidance for any visa application since 2013. We are not affiliated with any Government Department.

A visa is required. We can assist in processing this document.

Visa Type Visa Cost Service Fee Number of Entries Max Stay Validade do Visto Processing Time
Tourist eVisa
Visa Cost USD 50.00
Service Fee USD 20.00
Number of Entries Single
Max Stay 28 days
Visa Expires 90 alguns dias depois de hoje
Processing Time 24 hours
Apply Now
Business eVisa
Visa Cost USD 70.00
Service Fee USD 20.00
Number of Entries Single
Max Stay 70 days
Visa Expires 90 alguns dias depois de hoje
Processing Time 24 hours
Apply Now

Como solicitar um visto?

Fill out online application

Complete o nosso fácil pagamento on-line com cartão de crédito ou Paypal

Receive visa via email

No need to deal with the embassy. We do it for you so you don't lose valuable time

Enter destination

Apresente seu passaporte e a documentação que nós fornecemos quando você chegar

Apply Now

Conheça mais sobre este Visto

Myanmar laçou o sistema de e-Visa de negócios em julho de 2015. Os e-Visas são emitidos pela internet e são para turismo e negócios apenas.

Ao usar o iVisa, os viajantes de certas nacionalidades não precisam visitar o consulado para solicitar um e-Visa de negócios. Você pode enviar todos os documentos e informações necessários e pagar a taxa do visto pela internet. Esse sistema simplificado elimina o tempo gasto nas filas e os processos custosos que existiam antes. Isso ajuda muito os empresários.

O e-Visa birmanês de negócios é um documento oficial emitido eletronicamente pelo governo da República da União de Myanmar. Os solicitantes receberão seus vistos por e-mail depois de preencher o formulário de solicitação com as informações necessárias e após efetuar o pagamento pela internet com o cartão de crédito.

Use a nossa ferramenta Calculadora de Vistos

Calculate Visa Cost Before Applying

Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Frequently Asked Questions

O e-Visa birmanês de negócios é um requerimento de viagem obrigatório para estrangeiros dos países qualificados que desejam visitar a República de Myanmar a negócios. O e-Visa birmanês de negócios é um vista que permite uma única entrada, o que quer dizer que, cada vez que você quiser entrar no país a negócios, você terá que solicitar um novo e-Visa de negócios.

Nós necessitamos dos seguintes itens para enviar a sua informação:

  • Passaporte com pelo menos 6 meses de validade a partir da data planejada de entrada.
  • Uma foto colorida do tamanho de passaporte tirada no máximo 3 meses antes da sua solicitação.
  • Cartão de crédito/débito ou conta do Paypal para pagamento

O e-Visa birmanês de negócios custa 70 dólares. Além disso, existe uma taxa de serviço de 20 dólares para o processamento padrão. Para os processamentos expresso e super expresso, a taxa de serviço é de 50 e 80 dólares, respectivamente.

Isso depende do método de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções: 1.Processamento padrão: 3 dias úteis 2.Processamento expresso: 2 dias úteis 3.Processamento super expresso: 1 dia útil

O e-Visa birmanês de negócios é válido por 90 dias após a emissão. Isso quer dizer que você deve entrar em Myanmar dentro de 90 dias. É um visto de entrada única e permite uma estadia máxima de 70 dias.

O passaporte do solicitante deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data de entrada no Quênia e possuir pelo menos uma página em branco.

Você pode ficar em Myanmar por até 70 dias com o e-Visa de negócios. Não confunda a validade de 90 dias a partir da data de emissão com o tempo de estadia do visto. Você pode ficar 70 dias em Myanmar, não 90.

Sim, você precisará solicitar dois e-Visas. Cada e-Visa é válido para uma única entrada no país.

Existem restrições a respeito dos lugares em que você pode usar o e-Visa. Os únicos portos de entrada disponíveis para se utilizar o e-Visa são:

  • Um dos 3 aeroportos internacionais: Yangon, Mandalay e Nay Pyi Taw
  • Um dos 5 pontos de verificação de fronteira terrestre: Tachileik, Myawaddy e Kawthanung, Tamu-Moreh, Rih Khaw Dar-Zokhawthar

Os únicos países isentos de visto para o Myanmar são:

  • Brunei
  • Camboja
  • Indonésia
  • Laos
  • Filipinas
  • Vietnã

O turismo em Myanmar tem crescido muito. Se você visitou o país na década passada, saiba que o país é praticamente outro hoje em dia. Como mais e mais pessoas visitam Myanmar, o país tem sofrido um choque inicial de capitalismo. Isso não é necessariamente ruim, como você pode imaginar, mas pode arruinar algumas coisas para muitas pessoas, principalmente os moradores locais. Mesmo assim, Myanmar é um país interessante de se visitar e tem uma abundância de atrações. Você vai gostar de lá. A melhor coisa que você pode fazer por lá é mochilar. Não há muito o que fazer em apenas um lugar. O melhor momento para uma viagem de turismo? Isso depende de quanto calor você aguenta e quanto está disposto a gastar. A maioria das pessoas vai para lá de novembro a fevereiro. O tempo é perfeito durante esse período. No entanto, os preços disparam. É a temporada mais movimentada de Myanmar, então os hotéis e atrações são mais caros. Não há nada de errado com isso. Todo país faz isso. No entanto, caso queira evitar aglomerações e preços elevados, pode ir para lá em junho. É um período bem quente, mas os preços caem bastante. De Junho a novembro é a estação da monção, e ninguém gosta de visitar Myanmar durante esse tempo. Uma coisa que pode confundi-lo em Myanmar são os numerais. Você provavelmente não vai entender nada. É por isso que você sempre deve levar um cartão de visita do hotel onde está hospedado para todo lugar. Assim, fica fácil mostrar ao taxista para onde você quer ir. Os números dos ônibus também são confusos, então pode ser necessário pedir a ajuda de alguém para usar o transporte público. Muitas pessoas vão para Myanmar pelos templos e pagodas. O país tem profundas origens religiosas, então você verá vários deles. Entretanto, há algumas coisas que você precisa de saber se quiser visitar estes locais religiosos. Para começar, nunca se entra em um deles usando sapatos. É considerado desrespeitoso e você não verá ninguém com seus sapatos no interior. Em vez disso, leve um par de chinelos e coloque-os quando estiver lá. Guarde seus sapatos em uma sacola. Alguns templos têm locais designados para guardar calçados. Outra coisa que você nunca deve fazer é comer, dar ou receber algo com a mão esquerda. A mão esquerda é considerada impura. Você encontrará este hábito em muitas culturas, não somente em Myanmar. Mesmo canhotos devem se esforçar para usar a mão direita. É um sinal de respeito. Também, quando você estiver em um templo ou em um Pagoda, nunca deve apontar os pés para um Buda. Isso é considerado falta de educação. Mas não é algo difícil de evitar, pois não há Budas por todas as paredes dos cômodos. Myanmar, embora seja um país em desenvolvimento, tem celulares e Wi-Fi. Apesar disso, você vai perder a paciência ao tentar usar a internet. Ela é muito lenta, mesmo nos hotéis. Pode ser necessário esperar até um minuto para carregar uma página, o que será frustrante. Caso precise de mapas, por exemplo, é melhor apelar para um aplicativo que funcione offline. Assim, você não irá se perder ou ficar a mercê da internet local. Carregar fotos em redes sociais chega a ser doloroso, pois leva uma eternidade. Talvez seja uma boa fazer isso apenas quando estiver em casa. Outra coisa que você deve ter em mente é sempre levar algum dinheiro consigo. Há caixas eletrônicos, mas eles são escassos. Além disso, as taxas de retirada são muito altas. Para completar, há poucos lugares em Myanmar que aceitam cartões de crédito ou débito. Caso não seja americano, é melhor trocar seu dinheiro para dólares antes de viajar. Do contrário, pode ser impossível comprar algo por lá, mesmo tendo dinheiro. Por último, evite trocar seu dinheiro no mercado negro. Você pode acabar tentando a fazer isso por causa das taxas mais favoráveis, mas o perigo de acabar com notas falsas nos eu bolso é muito alto. Myanmar também tem pontos negativos. Um desses pontos é a higiene e as condições sanitárias. Algumas pessoas não pisariam lá apenas por isso. Você pode ver ratos correndo pela rua. No entanto, isso acontece na área urbana mais do que no campo. Se quiser mochilar, é bom percorrer as cidades, mas talvez seja melhor fechar os olhos até chegar ao local a ser visitado. As pessoas em Myanmar são relativamente amigáveis. Elas estão começando a se acostumar com o turismo, pois ele começou a crescer nos últimos anos. Entretanto, você precisa de ser respeitoso de suas tradições e hábitos. Não mostre divertimento ao ver homens usando saias. Você não quer ser essa pessoa. Além disso, nunca discuta política. A religião deve estar fora dos limites também. Caso uma pessoa local fale sobre o assunto, deixe-la liderar a conversa. É melhor se manter fora dessas coisas. Em geral, Myanmar é um país que vale a pena visitar se você quiser uma nova experiência. O turismo ainda está em desenvolvimento, então você não deve esperar muito. A infraestrutura não está completa e o capitalismo é uma coisa nova lá. Mas mesmo assim, este país não deve ser negligenciado quando você estiver buscando novos destinos de viagem.

Nós ajudamos a conseguir seu visto de viagem da maneira mais simples e rápida possível. Através do formulário pela internet fácil de usar e um serviço mundial de atendimento ao consumidor 24 horas, nós fazemos todo o processo do visto ser rápido e simples! Nós também usamos as melhores práticas na hora de proteger os seus dados e seu cartão de crédito.

Nosso serviço começa com informação. Você pode usar nossa ferramenta de requerimento de visto atualizada para pesquisar se precisa de um visto. Simplesmente basta informar de onde você é e para onde está indo. Baseado nessa informação, nós diremos quanto custa o visto, o número de entradas que ele permite, a data de início e daremos um curso de ação, como solicitar direto no nosso site!

Isso depende do país que está emitindo o visto. Para muitos países, como a ETA australiana e o e-Visa turco, o processo pode ser feito em 15 min através do nosso serviço super expresso. Para outros países, como o visto de turista indiano, o processo normalmente leva 24 horas. O tempo exato pode ser visto no formulário de solicitação. O que nós garantimos é que sua aplicação com o iVisa será a mais rápida de todas possíveis.

O melhor lugar de descobrir essa informação é na nossa ferramenta de requerimento de visto. Cada país possui regras de entrada e taxas de visto diferentes. Se está com pressa, também pode solicitar pela internet e o formulário fornecerá essa informação.

Se sua solicitação para o visto não for aprovada pela agência do governo, nós garantimos um reembolso integral. Se, por qualquer razão, você não estiver satisfeito com nosso serviço, por favor entre em contato conosco via chat e nós forneceremos um reembolso da sua taxa de serviço. Se for cometido um erro na sua solicitação, nós processaremos seu visto novamente sem nenhum custo adicional. Por favor, saiba que os reembolsos são feitos no próprio cartão de crédito utilizado.

Se você já realizou a solicitação no nosso site, por favor entre na sua conta e procure seu pedido/solicitação. Uma conta é gerada automaticamente após o pagamento ser recebido. Clique no link no seu e-mail de confirmação para definir uma senha ou visite a página de acesso para configurar sua senha e entrar na sua conta. Perceba que na maioria dos casos seu visto será entregue por e-mail e pode ser encontrado na sua conta após entrar nela.

Se nós não processamos seu visto ainda, as alterações podem ser feitas sem problema. Nós também verificamos se existem erros nas suas informações. Se você já processou seu visto e nós enviamos sua solicitação para a agência apropriada do governo, vai depender se ela permitirá ou não a alteração. Por favor, entre em contato conosco imediatamente (de preferência através do chat) se perceber um erro na sua solicitação.

Note que a maioria dos países oferecem a possibilidade de processar um visto de viagem sem uma taxa de serviço. A razão principal pela qual nós processamos milhares de vistos de viagem por mês é que nós economizamos seu tempo e frustração. Nosso serviço inclui um site e formulário de solicitação fáceis de usar. É muito mais fácil processar sua aplicação conosco, especialmente para usuários de dispositivos móveis e grandes grupos. Nós enviamos o visto dias antes da viagem para todos nossos clientes. Isso ajuda especialmente aqueles passageiros que compram o visto com meses de antecedência. Nós também possuímos um serviço de atendimento ao consumidor 24 horas com profissionais residentes nos Estados Unidos e que falam inglês. Nós aceitamos várias moedas e nosso site pode ser traduzido em mais de 20 idiomas. Nós acreditamos que nossa taxa vale seu tempo e a sanidade, mas lembre-se que todos governos possuem seu próprio serviço “grátis”.

Alguns países podem exigir uma prova de vacinação contra febre amarela se estiver chegando de um país com risco dessa doença. Você pode ver mais informações aqui: https://wwwnc.cdc.gov/travel/destinations/list. É de responsabilidade própria do passageiro verificar essas regulamentações antes de viajar para o país escolhido.

Para baixar sua fatura, entre na sua conta e baixe ela diretamente de lá.

O iVisa oferece dois tipos de visto: vistos eletrônicos (e-Visas) e vistos tradicionais de papel, dependendo do seu destino. Além disso, nós também oferecemos os seguintes serviços/documentos que são exigidos por certos países: ETA (autorização eletrônica de viagem), cartões turísticos, formulário de pré-registro/aprovação do Visto ao Chegar, cartas convite de turismo e serviço de registro de embaixadas.

Um e-Visa é um documento oficial que permite e entrada e a viagem dentro de certo país. O e-Visa é uma alternativa aos vistos emitidos nos portos de entrada ou as visitas a uma embaixada/consulado para obter um visto de papel tradicional. e-Visas são vinculados eletronicamente ao passaporte do viajante.

O documento deve ser impresso em uma folha branca de papel A4. Impressões em dupla face ou reduzidas não serão aceitas.

Você pode imprimir novamente seu e-Visa na sua conta de e-mail. De maneira alternativa, é possível recuperar e reimprimir seu e-Visa na sua conta iVisa.

Sim. O sistema do iVisa não mantém a informação do seu cartão de crédito depois da transação ser processada.

Todos os vistos garantem permissão para o viajante chegar no porto de entrada do país. Se a sua entrada vai ser permitida ou não será a critério do oficial de imigração no ponto de entrada.

  1. Selecione o país para o qual você está pedindo o visto
  2. Selecione o tipo de visto e leia as instruções com cuidado.
  3. Selecione solicitar agora
  4. Preencha o formulário de solicitação.
  5. Pague com um cartão Visa, Mastercard ou outro cartão de débito.
  6. Aguarde a aprovação por e-mail, baixe e imprima o e-Visa da pela sua conta.
  7. Apresente seu e-Visa impresso ao oficial de imigração no porto de entrada.

Se a sua solicitação ainda não foi submetida para processamento, você receberá um reembolso total. No entanto, se sua solicitação já foi enviada, nós não seremos capazes de fornecer um reembolso.

Quando o visto precisa ser enviado para você, os tempos de processamento não incluem o tempo de envio. Ele é o tempo de quando recebemos a solicitação até conseguir a aprovação. A maioria dos vistos (e-Visas) não enviados por e-mail após aprovados, então não existe tempo de envio.

Não, nós não somos afiliados a nenhuma agência governamental. Nós somos uma empresa privada especializada em processar vistos de viagem para viajantes ao redor do mundo.

Infelizmente, nós não somos capazes, uma vez que as agências governamentais não nos informam o(s) motivo(s) por trás da decisão.

Se seu visto não for aprovado, nós recomendamos que você entre em contato com a embaixada/consulado mais próximo para mais informações sobre suas opções.

Nós aceitamos Visa, Mastercard, American Express e PayPal.

Todos os cidadãos desses territórios solicitando através do nosso site terão sua solicitação processada com a nacionalidade/cidadania especificada em seu passaporte. Por exemplo, um viajante de Porto Rico irá ter seu pedido processado com nacionalidade americana. Isso não se aplicada a viajantes sob a categoria BOTC (cidadão britânico em territórios ultramarinos) de acordo com o Ato de Territórios Ultramarinos Britânico de 2002.