Informações sobre o visto para os Países Baixos

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto para Schengen

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

Amplamente conhecido como “Holanda”, o nome oficial desse charmoso destino europeu é na verdade “Países Baixos”. O país é um dos fundadores da União Europeia e da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), bem como faz parte do Acordo de Schengen, que permite a livre circulação de cidadãos brasileiros no seu território, sem a necessidade de um visto de turista, em viagens em lazer ou em negócios, até 90 dias.

Mundialmente famosa pelos seus campos de tulipas coloridas e moinhos de vento, política liberal, bicicletas como o principal meio de transporte e por ser a terra de Van Gogh, a região atrai milhares de turistas de todo o globo. E, ainda que você não precise de um visto para os Países Baixos, outros requerimentos devem ser observados antes de embarcar. Confira todos os detalhes, a seguir.

O que eu preciso para viajar para os Países Baixos?

1) Passaporte

Você deverá embarcar munido do seu passaporte original, com validade mínima de 3 meses a contar da data de saída do espaço Schengen. Além disso, as autoridades de imigração neerlandesas precisam de 2 páginas em branco para o carimbo e registos de entrada no país.

Observação: o cidadão brasileiro está autorizado a conduzir nos Países Baixos, com a apresentação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) emitida no Brasil, acompanhada da devida tradução juramentada. Assim, se você pretende alugar um carro, não esqueça de levar a sua.

2) Bilhetes aéreos

Você deve confirmar o seu itinerário, apresentando as passagens aéreas de chegada e saída do Espaço Schengen, com as respetivas datas.

3) Alojamento

Você deve comprovar o alojamento garantido nos Países Baixos, através de um voucher de reserva de hotel ou carta convite de residente legal nos Países Baixos, confirmando a responsabilidade em hospedá-lo na sua casa. Nesse último caso, é necessário um registo junto do Departamento de Polícia, num prazo máximo de 3 dias após a chegada ao país.

4) Recursos financeiros

Você deve comprovar que dispõe de recursos financeiros suficientes para custear toda a sua permanência nos Países Baixos, através de dinheiro em espécie ou cartões de crédito internacionais. É utilizada uma média de 60 euros por dia, por pessoa.

5) Seguro de saúde

Assim como os demais signatários do Acordo de Schengen, os Países Baixos exigem do turista a contratação de uma apólice de seguro de viagem internacional, com cobertura mínima de 30 mil euros, para arcar com eventuais despesas por problemas de saúde, assistência médico-hospitalar e repatriação sanitária.

6) Vacinas

Não é necessária a aplicação de nenhuma vacina específica para ingressar nos Países Baixos.

Por quanto tempo posso permanecer nos Países Baixos sem um visto de turista?

O cidadão brasileiro pode permanecer nos Países Baixos por um período máximo de 90 dias, a cada 180 dias, sem a necessidade de um visto de turista.

Observação: em casos excecionais (como, por exemplo, doenças graves durante a estadia) a autorização de permanência poderá ser prorrogada uma única vez, por mais 3 meses, válida para os países que compõem o BENELUX (Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo).

Assistência Consular

O cidadão brasileiro deve ter sempre em mãos os dados de contacto do consulado-geral do Brasil em Roterdão ou do consulado honorário do Brasil em Amsterdão, em caso de qualquer necessidade de assistência consular.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

A Holanda, também conhecida como Países Baixos, é um país bastante conhecido pelas suas políticas liberais. O exemplo mais famoso disso é o Distrito da Luz Vermelha em Amesterdão e os famosos "cafés", onde a canábis pode ser comprada e fumada legalmente. De qualquer forma, se você pensa em conhecer esse país com maior profundidade, é aconselhável estender a sua visita até às pequenas cidades holandesas, que parecem decoradas como contos de fadas (os holandeses são pessoas amigáveis e muito cuidadosas com o ambiente). As paisagens são incríveis e a natureza foi muito generosa com esse destino. Se você estiver pensando em viajar para a Holanda, terá necessariamente de incluir no seu roteiro alguns passeios de bicicleta, algo recorrente e eficaz para os viajantes. A Holanda é um país com poucas ou quase nenhuma montanha, ideal para se deslocar com esse tipo de transporte.

Visto Como a Holanda faz parte da área de Schengen, para europeus, brasileiros e algumas outras nacionalidades não será necessário solicitar o visto com antecedência. Mas fique atento, pois a segurança para entrar no país é reforçada.

Moeda e caixas eletrónicos Como em todo o restante dos países que fazem parte da União Económica Europeia, a moeda na Holanda também é o Euro. Pode parecer estranho, mas a verdade é que a grande maioria dos holandeses paga as suas contas com o cartão e parece não estar habituada a quem prefere pagar tudo com dinheiro. Em alguns estabelecimentos só é possível fazer o pagamento com cartão. Por isso, não é muito comum encontrar caixas eletrónicos em qualquer esquina. Antes de viajar, verifique se o seu cartão está habilitado para funcionar no exterior.

As gorjetas são obrigatórias? As gorjetas não são obrigatórias na Holanda e não vem incluída nas faturas. O mais comum é arredondar para cima o valor total das contas em restaurantes e também dos táxis. Como em todos os países, a gorjeta é sempre bem-vinda!

Qual a melhor época para visitar a Holanda As viagens para a Holanda costumam ser mais baratas durante o inverno, mas não se deixe enganar, o tempo não vai favorecer o seu passeio. Geralmente, entre os meses de novembro e fevereiro o tempo é terrível, faz muito frio e chove continuamente. O céu está sempre cinzento e é provável que não possa fazer nenhum passeio pelos canais de Amesterdão. O país transforma-se quando o sol aparece e as pessoas podem ir para rua, acender as suas churrasqueiras e aproveitar os parques. Os jardins públicos também se enchem de flores, principalmente as famosas tulipas!

Não é preciso falar holandês (básico) para visitar a Holanda O povo holandês é muito amigável e acolhedor, embora o neerlandês, língua local, pareça difícil e assustador. No geral, todos os holandeses têm um bom nível de inglês, dos mais novos aos mais velhos. Então, comunicar em inglês não vai ser um problema para os viajantes.

Água A água da torneira na Holanda é potável e de boa qualidade, assim como em muitos países na Europa, e pode ser consumida diretamente sem problemas. Caso haja alguma restrição, você vai encontrar avisos próximos às torneiras. Para quem ainda acha estranho, garrafas de água mineral são facilmente encontradas.

Como se locomover pela Holanda? O transporte público funciona? A Holanda é um país pequeno e densamente povoado, com um bom sistema de transportes públicos. Você pode viajar tranquilamente utilizando comboios, autocarros, bonde, metro ou até mesmo balsas. O que precisa de fazer é verificar o melhor meio de transporte que liga o ponto principal de partida até o ponto aonde quer chegar.

Dicas para comer em restaurantes na Holanda Na Holanda, a hora do jantar não é tardia, pois, pela cultura holandesa, o jantar é servido entre as 7h ou 8h da noite. É claro que o almoço também é servido mais cedo, por volta do meio-dia. Se a ideia é sair para jantar, o melhor é fazer a reserva com antecedência e ter certeza de garantir uma mesa. Em cidades maiores e que recebem mais visitantes, os horários são mais flexíveis, mas se for visitar o interior fique mais atento aos horários. O custo de vida na Holanda é mais alto. Logo, comer na rua pode sair mais caro do que em outros países da Europa.

A Holanda e os seus muitos museus Visitar um museu na Holanda é caro e os museus, no geral, são muito concorridos. Para não ter surpresas inesperadas, confirme na internet previamente. É possível conseguir alguns descontos ou até mesmo verificar se em algum dos dias da semana existe uma entrada gratuita. Deixar para comprar os bilhetes lá mesmo pode ser um erro grave, você pode não encontrar disponibilidade no dia e pagar o preço total dos ingressos. Outra opção é adquirir o city pass, que dá direito a várias atrações na cidade e também a um desconto interessante.

Os famosos campos de tulipas Para quem quer ir passear na Holanda e conhecer os famosos campos floridos, cheios de tulipas coloridas, é preciso ficar atento à época certa. A melhor época para ir é de meados de março a meados de maio. Durante essa época, uma parte da Holanda torna-se num gigantesco mar de flores. A primavera começa em março com a estação do açafrão. Depois, florescem os narcisos e jacintos. Finalmente, as tulipas mostram as suas cores vivas, mais ou menos, em meados de abril até à primeira semana de maio.

As paisagens são cinematográficas, moinhos de água rodeados por milhares de plantações de flores. A maioria dos campos de tulipas na Holanda está na área de Noordoostpolder, na província da Flevolândia. Os campos estendem-se ao longo da costa de Haia. Leiden até Alkmaar, no Norte, também são um bom lugar para apreciar essas lindas flores. O parque floral Keukenhof, a maior exposição de flores do mundo, é famoso pelas suas muitas tulipas e fica a 15 minutos de carro de Leiden e a 30 minutos de Amesterdão. O maior leilão de flores do mundo, FloraHolland, em Aalsmeer, também fica a 30 minutos de carro de Amesterdão.