Informações sobre o visto para a Nicarágua

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visa Única Centroamericana

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

A “República da Nicarágua” é o maior país da América Central. É banhado pelo Oceano Pacífico a oeste e pelo Mar das Caraíbas a leste, razão pela qual é um destino perfeito para os amantes de belas praias, sejam elas com ondas propícias para o surf ou de mar calmo e cristalino para o mergulho.

Além disso, a Nicarágua possui diversas cidades históricas - lembranças da antiga colonização espanhola – vulcões ativos e muitas paisagens deslumbrantes para viajantes ávidos por aventura e ecoturismo.

E o cidadão brasileiro conta com uma vantagem extra para conhecer esse destino inusitado e fascinante: não precisa de visto para a Nicarágua, por um período de até 90 dias, em razão de viagens turísticas ou a negócios. Contudo, antes de começar a fazer as malas, você deverá estar atento a outros requisitos exigidos pelo governo do país. Confira todas as informações, logo abaixo.

O que eu preciso para viajar para a Nicarágua?

1) A Nicarágua faz parte do Acordo CA-4

Inicialmente, você precisa saber que a Nicarágua faz parte do “Acordo CA-4”, assinado em conjunto com El Salvador, Guatemala e Honduras para garantir o controlo das fronteiras entre os países signatários. Com isso, cidadãos dos quatro territórios podem viajar pelas áreas abrangidas, sem a necessidade de vistos ou carimbos de permissão de entrada - sistema conhecido como “Visa Única Centroamericana”.

O benefício para o cidadão brasileiro é a possibilidade de passear em qualquer das nações do Acordo, uma vez que tenha sido admitido em um dos referidos países.

2) Passaporte

Você precisa estar na posse do seu passaporte original, com validade mínima de 6 meses a contar da data de chegada ao país. O documento deve conter, ao menos, 1 folha em branco para os devidos registos e carimbo de entrada pelas autoridades de imigração.

3) Taxas

Ao ingressar na Nicarágua, você deverá arcar com uma taxa de turismo, no valor de 10 dólares. O pagamento é feito no próprio aeroporto de desembarque, em dinheiro em espécie; não são aceites cartões de crédito.

4) Bilhetes aéreos

Você deverá apresentar a passagem aérea de regresso ao Brasil, com a respetiva data de saída da Nicarágua.

5) Recursos financeiros

Você deverá comprovar, através de extratos bancários, cartões de crédito internacionais ou dinheiro em espécie, que possui fundos suficientes para cobrir todas as despesas durante a sua estadia na Nicarágua.

7) Vacinas

A imunização contra a Febre Amarela é obrigatória para o cidadão brasileiro. A vacina precisa de ser aplicada com, pelo menos, 10 dias de antecedência à data da viagem e você deverá estar na posse do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), emitido pela Anvisa.

Observação: apesar de não exigidas, são extremamente recomentadas as vacinas contra a febre tifoide, raiva e hepatite dos tipos A e B.

Seguro de saúde

Não é obrigatória a contratação de um seguro de viagem internacional, mas é pertinente que você viaje com uma cobertura adequada (inclusive com repatriação sanitária), em razão dos seguintes fatores:

  • Atividade sísmica intensa em vários pontos do país, com risco elevado de tremores, terremotos ou erupções vulcânicas;
  • Turismo de aventura como propósito da viagem, o que pode ocasionar ferimentos e acidentes.

Assistência Consular

O cidadão brasileiro deve ter sempre em mãos os dados de contacto ou dirigir-se à embaixada do Brasil em Manágua - a capital da Nicarágua – em caso de qualquer necessidade de assistência consular.

Esta página foi útil?

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós