Tire agora seu e-Visa de turista para Papua Nova Guiné online

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: eVisa

Em 2019, a Autoridade de Imigração e Cidadania (ICA) de Papua Nova Guiné (PNG) criou um e-Visa de visitantes para cidadãos de mais de 30 países. Este e-Visa de visitantes permite que os viajantes entrem e permaneçam em Papua Nova Guiné para fins de turismo por até 60 dias por entrada.

O processo de solicitação do e-Visa para Papua Nova Guiné (PNG e-Visa) é muito simples e 100% online. Após a solicitação ser enviada e aceita, o solicitante irá receber um e-mail com o e-Visa, que deve ser impresso e apresentado no escritório de imigração ao chegar. Sim, é simples assim.

O sistema do e-Visa é um método online de solicitação de vistos de qualquer lugar do mundo. Uma das vantagens deste sistema para o viajante é que os vistos podem ser solicitados de maneira rápida pela internet a qualquer momento, de qualquer lugar e o pagamento é feito online no momento da solicitação.

Documentos necessários para o processo
  • Digitalização das informações pessoais do passaporte

  • Corona Virus Medical Clearance Certificate

Instruções importantes
  • O passaporte dos viajantes deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data de chegada e possuir pelo menos 1 página disponível para o carimbo.

  • O e-Visa para Papua Nova Guiné (PNG e-Visa) permite uma única entrada em Papua Nova Guiné, podendo permanecer no país por até 30 dias por entrada com um visto de curta duração. Requerentes que desejarem permanecer por mais de 30 dias por entrada podem solicitar um visto de longa duração, que permite a permanência no país por até 60 dias por entrada.

  • Você pode solicitar seu e-Visa para Papua Nova Guiné caso o propósito da sua visita seja turismo.

  • Possuir um visto para Papua Nova Guiné não garante automaticamente ao portador o direito de entrada no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se considerar que tal pessoa é incapaz de atender aos requisitos de imigração ou que sua presença em Papua Nova Guiné seja contrária à segurança ou interesses nacionais.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

O e-Visa para Papua Nova Guiné é um documento oficial que permite que visitantes entrem e viagem dentro de Papua Nova Guiné.

Nós necessitamos dos seguintes itens para enviar sua solicitação:

  • Digitalização das informações pessoais do passaporte

  • Corona Virus Medical Clearance Certificate

O custo do e-Visa para Papua Nova Guiné é de EUR 47.08. Além disso, o iVisa cobra uma taxa de serviço de:

  • Processamento padrão: EUR 32.96

  • Processamento expresso: EUR 61.21

  • Processamento super expresso: EUR 94.17

Depende do tempo de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções:

  • Processamento padrão: 5 dias úteis

  • Processamento expresso: 3 dias úteis

  • Processamento super expresso: 1 dia útil

O e-Visa para Papua Nova Guiné é um visto de entrada única e tem uma validade de 30 dias por entrada (visto de curta duração) ou 60 dias por entrada (visto de longa duração). Sua data de validade estará especificada no e-Visa quando este for emitido. Por favor, leia nossa seção FAQ para verificar a lista de nacionalidade e suas validades correspondentes.

  • Visto de turista de entrada única com 30 dias por entrada (visto de curta duração): embora sua entrada em Papua Nova Guiné possa ocorrer a qualquer dia dentro dos 180 dias de validade, sua permanência total não pode exceder os 30 dias por entrada.

  • Visto de turista de entrada única com 60 dias por entrada (visto de longa duração): embora sua entrada em Papua Nova Guiné possa ocorrer a qualquer dia dentro dos 180 dias de validade, sua permanência total não pode exceder os 60 dias por entrada.

Seu documento de viagem deve ser válido por pelo menos 6 meses após o vencimento do seu e-Visa. Além disso, seu passaporte deve possuir pelo menos uma página em branco para o seu e-Visa.
  • Para apenas 30 dias por entrada

Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Botsuana, China, China Taipé, Dominica, Granada, Guiana, Índia, Jamaica, Quênia, Lesoto, Ilhas Maurício, Namíbia, Rússia, Ruanda, Seychelles, Ilhas Salomão, África do Sul São, Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Vietnã, Zâmbia.

  • Para apenas 60 dias:

Samoa Americana, Andorra, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Brunei, Bulgária, Canadá, Chile, Croácia, Chipre, República Tcheca, Dinamarca, Equador, Estônia, Fiji, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Santa Sé (Estado da Cidade do Vaticano), Hong Kong (RAE), Hungria, Islândia, Indonésia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Quiribati, Coreia do Sul, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macau (RAE), Malásia, Maldivas, Malta, Ilhas Marshall, México, Estados Federados da Micronésia, Mônaco, Nauru, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, Palau, Peru, Filipinas, Polônia, Portugal, Romênia, Samoa, San Marino, Singapura, Eslováquia (República Eslovaca), Eslovênia, Ilhas Salomão, Espanha, Suécia, Suíça, Taiwan, Tailândia, Tonga, Tuvalu, Reino Unido (Passaporte britânico), Estados Unidos, Uruguai, Vanuatu.

O e-Visa para Papua Nova Guiné permite apenas uma entrada única aos seus titulares.
O viajante deve solicitar este visto com pelo menos 5 dias úteis de antecedência à sua viagem para Papua Nova Guiné.
NÃO. A posse de uma Autorização de Pouso para Papua Nova Guiné não garante automaticamente ao portador o direito de entrada no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se considerar que tal pessoa é incapaz de atender aos requisitos de imigração ou que sua presença em Papua Nova Guiné seja contrária à segurança ou interesses nacionais.
Ao chegar em Papua Nova Guiné, você precisa apresentar seu passaporte juntamente com o seu e-Visa para Papua Nova Guiné, que pode ser impresso ou apresentado em um smartphone.

Se o viajante partir de um país com riscos de transmissão de febre amarela, será necessário apresentar um cartão de vacina contra a febre amarela.

Para mais informações, clique no link a seguir:

https://www.who.int/ith/ITH_Annex_I.pdf

Papua Nova Guiné é um país insular da Oceania. Pode não estar na lista de visitas de muitas pessoas, mas é um país pequeno e bonito que pode surpreender. A melhor época para visitá-lo é de abril até novembro, pois a maior parte das chuvas ocorre nos meses de dezembro até março. No entanto, caso esteja interessado em fazer caminhadas em Papua Nova Guiné, a melhor época para fazê-lo é de junho até setembro. Gostaríamos de mostrar alguns detalhes essenciais sobre Papua Nova Guiné para que você não viaje despreparado.

Vamos começar pelos requerimentos de entrada. Embora a política de Papua Nova Guiné não inclua uma lista de nacionalidades com isenção de vistos como vários outros países do mundo, sua política de vistos é bem tranquila.

Por exemplo, 71 nacionalidades são elegíveis receberem visto ao chegar no país. Caso seu país esteja nesta lista, tudo que você precisa é de um passaporte cuja validade dure pelo menos 6 meses além da sua data de entrada em Papua Nova Guiné. O visto na chegada permite a permanência por até 60 dias em Papua Nova Guiné, mas é possível prolongar sua estadia pagando uma taxa. Esse tipo de visto só está disponível nos seguintes pontos de entrada: Port Moresby ou Tokua (Aeroporto Rabaul).

Ao mesmo tempo, as mesmas nacionalidades elegíveis para o visto ao chegar em Papua Nova Guiné também se qualificam para o e-Visa para Papua Nova Guiné. Este documento também garante uma permanência de 60 dias. O e-Visa também está disponível para 25 nacionalidades adicionais, mas estas só podem permanecer em Papua Nova Guiné por até 30 dias, e não 60.

A nacionalidades que não podem receber um visto na chegada ou visto eletrônico para Papua Nova Guiné precisam visitar a embaixada da Papua Nova Guiné mais próxima para solicitar um visto padrão.

Quanto a o que você pode fazer em Papua Nova Guiné, a escolha é sua. Recomendamos que visite a parte sul de Nova Guiné, onde irá encontrar a Trilha de Kokoda. Ela começa em Port Moresby, e tem 96 quilômetros de comprimento. Ela costumava ser utilizada por mineradores de ouro no final do século XIX, e é o lugar por onde os japoneses tentaram invadir Port Moresby na Segunda Guerra Mundial. Caso queira fazer a trilha, se prepare para uma caminhada de 5 dias, mas as cordilheiras e os córregos valem à pena. Você vai se deparar com um cenário fantástico.

Também vale à pena visitar a Região das Terras Altas. Elas compreendem uma longa faixa de terras férteis, separadas por montanhas. Lá você irá encontrar várias regiões tribais, que podem ser interessantes. Caso se sinta inspirado, é possível escalar o Monte Wilhelm, a montanha mais alta de Papua Nova Guiné. Ele alcança 4535 metros de altura, mas a escalada é razoavelmente fácil. É melhor reservar 4 dias para a escalada, porque você vai querer parar para desfrutar das belas vistas pelo caminho. Caso deseje, é possível contratar um guia, e eles cobram bem barato. De qualquer forma, a possibilidade de ver ambas as costas norte e sul da Papua Nova Guiné fará com que o trajeto valha à pena. E não devemos ignorar o fato de que o Rio Wahgi é um dos melhores lugares do mundo para praticar rafting. É excitante, não é?

Se quiser conhecer a Costa Norte, também irá encontrar maravilhas. Em Madang, é possível praticar mergulhos de todos os níveis de habilidade. É possível admirar alguns dos recifes de corais, lar de várias espécies de peixes muito coloridos. Se quiser se aventurar ainda mais, é possível ver restos de aviões japoneses que estão na costa desde a Segunda Guerra Mundial. Ao se aproximar, dá pra ver como suas cargas e armamentos estão intactos. A natureza foi bem gentil com eles. Enquanto estiver na região de Madang, É possível visitar um dos vulcões ativos da área.

Se for um pouco para o oeste, chegará em Wewak. Ela é a porta de entrada para a região do Rio Sepik. Ela tem uma cultura única, muito diferente das Terras Altas. Aqui, é possível desfrutar de uma viagem de canoa pelo rio. Papua Nova Guiné também tem três ilhas: Nova Bretanha, Bougainville, e as Ilhas Trobriand. Todas elas têm algo a oferecer, então, se tiver um tempo livre, seria bom visitá-las.

Embora Papua Nova Guiné tenha muito a oferecer, não tem como enfatizar ainda mais o fato de que esta pequena nação insular proporciona uma das melhores experiências de mergulho em recifes tropicais do mundo inteiro. Você não pode perder a oportunidade de mergulhar. Mesmo se nunca tiver mergulhado antes, deve aprender para desfrutar da vida marinha em todo o seu esplendor.

Papua Nova Guiné é considerada um destino arriscado por muitos países, e é verdade, até certo ponto. A baixa taxa de empregos faz com que as pessoas lutem por suas refeições, e por isso recomendamos que tome precauções antes de visitar o país. Uma das formas é ligando para a embaixada e perguntando sobre os riscos.

O povo da Papua Nova Guiné é incrível, principalmente os moradores dos vilarejos. Eles são hospitaleiros e amigáveis. E farão de tudo para ajudar. Se quiser visitar algum lugar específico, as pessoas te levarão lá mesmo que se atrasem em seus compromissos pessoais. Você nem precisa pedir. As pessoas irão te adotar, por assim dizer.

Também devemos mencionar que a água de torneira da Papua Nova Guiné não é segura para beber. E você deve comprar medicamentos contra a malária, só por segurança. Muitos vilarejos receberam tratamentos por causa dos mosquitos, mas é bom não arriscar.

Embora Papua Nova Guiné não seja muito popular entre os destinos durante as férias, você devia tentar. Ela pode ser pequena, mas tem muito a oferecer. Você não vai se arrepender de visitá-la.