Informações sobre o visto para Portugal

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: Visto para Schengen

Em breve, mais informações!
Documentos necessários para o processo
Instruções importantes

Oficialmente denominado “República Portuguesa”, Portugal está localizado na Península Ibérica, juntamente com Andorra, Espanha e Gibraltar, no sudoeste da Europa e é banhado pelo Oceano Atlântico.

O país é membro das Nações Unidas, da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), da União Europeia e faz parte do Acordo de Schengen. Assim, o cidadão brasileiro é beneficiado com a isenção de um visto para Portugal, em viagens turísticas ou a negócios, por até 90 dias.

Mas antes de planear o seu roteiro pelas charmosas cidades históricas, belíssimas paisagens naturais do Algarve, além de visitar famosas vinhas, experimentar o legítimo bacalhau do Porto, surfar em Nazaré ou se encantar com o Santuário de Fátima – são incontáveis atrações – você deve ter em consideração alguns requisitos para a entrada em Portugal. Confira os detalhes, a seguir.

O que eu preciso para viajar para Portugal?

1) Passaporte

Você deve viajar para Portugal na posse do seu passaporte original, com validade mínima de 3 meses após a saída do Espaço Schengen. São necessárias 2 páginas em branco para o carimbo e demais registos de entrada no país pelas autoridades de imigração.

Observação: é permitido conduzir em Portugal utilizando a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), emitida no Brasil. Assim, você deve estar na posse do seu documento de motorista original e válido, caso pretenda alugar um veículo.

2) Bilhetes aéreos

Você deve comprovar as datas de chegada e partida de Portugal, através de apresentação de itinerário via bilhetes aéreos, sendo o regresso para o Brasil ou para outro destino para o qual você tenha a admissão permitida.

3) Alojamento

Você deve comprovar que possui alojamento garantido em Portugal, seja através de um voucher de reserva de um hotel ou carta convite autenticada de residente legal no país, responsabilizando-se pelo alojamento.

4) Vacinas

Não é necessária vacinação prévia contra nenhuma doença específica para ingressar em Portugal, nem tampouco o país apresenta registos de endemias no país.

5) Recursos financeiros

Você deve comprovar que dispõe de recursos financeiros suficientes para arcar com todas as despesas relativas à sua estadia em Portugal. É utilizada uma média de 100 euros por pessoa, por dia de permanência. A demonstração de fundos pode ser através da apresentação de dinheiro em espécie, cheques de viagem ou cartões de crédito internacionais.

Quanto tempo posso permanecer em Portugal sem um visto de turista?

O cidadão brasileiro pode permanecer em Portugal, sem visto ou registo, por um período de até 90 dias. Entretanto, é possível prorrogar a estadia por mais 90 dias através de solicitação diretamente ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras do país.

Sistema de saúde

Em razão de um acordo previdenciário entre Brasil e Portugal, o cidadão brasileiro, viajando em lazer ou em negócios, pode usufruir de atendimento médico-hospitalar português, caso seja contribuinte (mesmo que autónomo, respeitada a carência de 3 meses) ou beneficiário do INSS - Instituto Nacional da Seguridade Social - brasileiro.

Para tanto, antes de embarcar, você deve solicitar o Certificado de Direito a Assistência Médica (CDAM) em um posto autorizado do INSS no Brasil. Ao chegar em Portugal, é necessário procurar um Centro de Saúde e realizar a sua inscrição no Sistema Nacional de Saúde Português.

Assistência consular

O Brasil possui ampla representação diplomática em Portugal. Assim, caso você precise de qualquer tipo de assistência consular, deverá ter sempre em mãos os dados de contacto de um dos seguintes escritórios:

  • Consulado-geral do Brasil em Lisboa;
  • Consulado-geral do Brasil em Faro;
  • Consulado-geral do Brasil em Porto;
  • Consulado honorário em Funchal;
  • Consulado honorário em Loulé;
  • Consulado honorário em Ponta Delgada (Açores);
  • Consulado honorário em Santarém.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

O país está no topo da lista dos destinos preferidos dos turistas. O país conta com uma cultura rica e diversificada, muita história, uma gastronomia incrível, além de um povo acolhedor. O turismo vem crescendo enormemente em todo o país e o governo também tem tomado medidas para incentivar esse crescimento. Mas isso não é à toa. Portugal é um dos países europeus com o melhor clima, inclusive no inverno, o que atrai também muitos turistas nos meses de janeiro e fevereiro, fugindo das baixas temperaturas comuns em todo o velho continente.

Qual é a moeda oficial de Portugal

O país faz parte da União Europeia, logo a moeda corrente no país é o Euro. Trocar moeda não é difícil, as casas de câmbio estão espalhadas por todas as cidades do país e os caixas eletrónicos também são fáceis de encontrar. Para quem prefere pagar tudo no cartão, saiba que no interior nem todos os estabelecimentos aceitam cartão ou têm um limite mínimo de valor, é bom estar preparado.

Visto

Para visitar Portugal, não é necessário ter visto. Depois de entrar no país, o turista pode permanecer ali até 90 dias sem qualquer problema.

Água

Na grande maioria das cidades, a água da torneira é potável. Mas, por via das dúvidas, informe-se antes de beber.

O idioma oficial: o Português Europeu e o Português do Brasil Os dois países têm como idioma oficial a língua portuguesa, com algumas diferenças. É bom prestar atenção para não cometer gafes e ficar mal à frente de um nativo.

Como é o clima em Portugal?

Portugal possui clima mediterrânico, com verão seco e um inverno não muito rigoroso. O mar influencia o clima do país, que varia um pouco de acordo com a região. A região sul tem um clima mais quente, próximo do clima tropical. Mais para o norte do país, o frio chega mais forte e, em alguns lugares mais altos, chega até a nevar. A região do litoral, no entanto, acaba sempre por ser mais quente.

O verão em Portugal

Por ser um dos países com as temperaturas mais amenas e quentes, o destino é muito procurado também por turistas da Europa. Durante o verão, as praias e regiões de rios e quedas de água fazem o maior sucesso entre os turistas que estão à procura de sol e calor e ficam lotadas. Nesta época, a ausência de chuvas e as altas temperaturas propiciam passeios e atividades feitas ao ar livre. Mas se vai curtir o verão português, não se esqueça do chapéu e do protetor solar. O sol sai a todo o vapor e brilha forte neste período.

Inverno em Portugal

Se o verão está entre os mais quentes, o inverno figura neste país como um dos que têm as temperaturas mais agradáveis. O inverno português não é tão rigoroso e favorece o turismo. Mas se você está à procura do frio, uma boa opção é ir conhecer a Serra da Estrela, localizada na região mais alta do país. Neva durante quase toda a estação de inverno e a região possui vários centros de ski. Essa zona é também muito famosa pelo queijo que produz.

Os pratos típicos de Portugal

Fazer refeições por lá também não será um problema, pois os restaurantes oferecem pratos típicos com preços bem acessíveis. É comum os restaurantes oferecerem um “menu" que contempla entrada, prato principal, sobremesa e uma bebida. Para acompanhar as refeições, vale a pena experimentar um vinho português, pois são excelentes. Já para quem quiser se refrescar no verão, Portugal também tem boas cervejas e são servidas geladas. Conheça alguns dos pratos típicos portugueses:

Pastel de Belém - A receita secreta do pastel de Belém foi originalmente criada por freiras católicas há muitos anos. Cuidado para não confundir os pastéis de nata com os pastéis de Belém. Os pastéis de Belém, originais, podem ser comprados na pastelaria perto do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. Com certeza, você vai encontrar uma fila de pessoas à espera para ser atendida, sejam turistas ou portugueses. A diferença entre os dois pastéis é um assunto polémico. Para alguns, a diferença é apenas a zona onde o pastel é vendido: em Belém. Para outros, a receita é totalmente diferente, e nem se discute a questão.

Pastéis de bacalhau - Um famoso ditado popular português afirma que há mais receitas de bacalhau do que dias num ano. Um ícone da cozinha portuguesa, o bacalhau é o item principal de vários práticos típicos da “terrinha”. Pode ser desfiado para dar origem aos bolinhos de bacalhau. Dourados e com uma camada exterior crocante e um interior suave, geralmente, servidos como entrada.

Bacalhau à Brás - Mais um prato típico onde o bacalhau é o centro das atenções. O processo de criação de pratos de bacalhau é extremamente criativo. Esse prato tão apreciado no país consiste em saltear o bacalhau desfiado com cebolas e batata palha e em adicionar azeitonas e azeite e uma pitada de sal; o resultado é o famoso Bacalhau à Brás. É muito saboroso e muito fácil de cozinhar, a sua fama não é surpresa nenhuma e certamente fará parte das listas de quem quer experimentar a gastronomia local.

Francesinha - Nada mais é do que a reinvenção da sanduíche de queijo e presunto: leva o triplo de queijo, várias camadas de presunto, sendo depois tudo coberto com molho. Esta é uma receita típica da cidade do Porto, considerada uma versão rebelde do Croque Monsieur francês.

Queijo da Serra - O Queijo da Serra é feito com leite de ovelha, e tem um sabor intenso e uma textura mais cremosa. Não é muito conhecido fora de Portugal, mas se vier visitar o país é um prato obrigatório. Varia entre o suave e o amanteigado, com consistência mais dura e um sabor mais forte.

Quais são os principais pontos turísticos de Portugal?

Portugal é um país pequeno, mas cheio de atrações turísticas, rico em história e cultura, já que muitos povos já passaram pelas suas terras, como celtas, árabes, mouros, fenícios, romanos, etc. Uma mistura de culturas e raças que certamente deixou marcas e uma bela herança cultural e arquitetónica.