Saiba tudo sobre o visto para o Suriname (eVisa)

 
   
 
 
 
     
 

Saiba mais: E-Tourist Card

O Ministério de Assuntos Estrangeiros do Suriname iniciou recentemente o e-Visa surinamense de turista para cidadãos de mais de 100 países. O e-Visa de turista permite que os viajantes entrem no Suriname para fins de turismo e que fiquem no país por até 90 days Per Entry. O processo de solicitação do e-Visa surinamense de turista é muito simples e 100% online. Após a solicitação ser enviada e aceita, o solicitante irar receber um autorização de pouso que deve ser mostrada para os oficiais de imigração ao chegar. Sim, é simples assim.

O sistema de solicitação de e-Visa é um método online de solicitar pelos vistos de qualquer lugar do mundo. Uma das vantagens deste sistema para o viajante é que o visto pode ser solicitado de maneira rápida pela internet a qualquer momento, de qualquer lugar e o pagamento é feito na hora no momento da solicitação.

Documentos necessários para o processo
  • Um passaporte atual válido.

  • Itinerário de viagem.

  • Reserva do hotel ou carta convite de um fiador no Suriname.

  • Foto digital tirada nos últimos 3 meses.

  • Um cartão de crédito/débito ou conta do PayPal.

Instruções importantes
  • O passaporte dos viajantes deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data chegada e possuir pelo menos uma página disponível para o carimbo.

  • O Cartão E-Tourist para o Suriname permite uma entrada única no Suriname e podem permanecer no país por até 90 days Per Entry.

  • Na fronteira, você deve ser capaz de provar que possui uma passagem de volta e uma reserva de hotel.

  • Você também deve ser capaz de provar que tem fundos suficientes para cobrir todos os custos associados com sua viagem para e pela Geórgia, incluindo os custos dos menores acompanhando você.

  • Possuir um visto para o Suriname não garante automaticamente o direito de entrada no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se considerar que tal pessoa é incapaz de atender aos requisitos de imigração ou se sua presença no país for contrária à segurança ou interesses nacionais.

Depoimentos
Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

O cartão E-Tourist para o Suriname é um documento oficial que permite que visitantes de 53 países entrem e viajem pelo Suriname para fins turísticos.
Os seguintes documentos são necessários para enviar sua solicitação:
  • Uma digitalização do seu passaporte
  • Sua confirmação de voo
  • Reserva do hotel
  • Uma foto digital tirada nos últimos 3 meses
  • Um cartão de crédito/débito ou conta do PayPal.
O cartão E-Tourist para o Suriname custa EUR 47.17. Além disso, existe uma taxa de serviço de EUR 21.84 para o processamento padrão. Para o processamento expresso e super expresso, a taxa de serviço é de EUR 34.94 e EUR 52.41, respectivamente.

Isso depende do tempo de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções:

  • Processamento padrão: 7 dias úteis

  • Processamento expresso: 5 dias úteis

  • Processamento super expresso: 3 dias úteis

O cartão E-Tourist para o Suriname tem validade de 90 dias após a chegada e serve para uma entrada única.
Seu documento de viagem deve ser válido por pelo menos 6 meses após o vencimento do cartão E-Tourist. Além disso, seu passaporte deve possuir pelo menos uma página em branco onde seu cartão E-Tourist será colocado.
O cartão E-Tourist para o Suriname permite uma entrada única ao seu titular.
O viajante deve solicitar este visto pelo menos 3 dias úteis antes da viagem para o Suriname.
NÃO. Possuir uma Autorização de Pouso no Suriname não garante automaticamente o direito de entrada no país. O oficial de imigração pode parar qualquer pessoa no porto de entrada se considerar que tal pessoa é incapaz de atender aos requisitos de imigração ou se sua presença no Suriname for contrária à segurança ou interesses nacionais.
Ao chegar no Suriname, você precisa apresentar seu passaporte juntamente com seu cartão E-Tourist para o Suriname, que deve estar impresso.
  • Áustria
  • Bélgica
  • Bolívia
  • Canadá
  • Chile
  • China
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Cuba
  • República Checa
  • Dinamarca
  • República Dominicana
  • Equador
  • El Salvador
  • Estônia
  • Finlândia
  • França
  • Alemanha
  • Grécia
  • Guatemala
  • Honduras
  • Hungria
  • Islândia
  • Índia
  • Indonésia
  • Itália
  • Letônia
  • Liechtenstein
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • México
  • Países Baixos
  • Nicarágua
  • Noruega
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • Filipinas
  • Portugal
  • Sérvia
  • Singapura
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha
  • Suécia
  • Suíça
  • Turquia
  • Emirados Árabes Unidos
  • Reino Unido e Irlanda do Norte
  • Estados Unidos da América
  • Uruguai

É recomendado tomar a Vacina contra Febre Amarela caso esteja viajando de um país onde existe risco de transmissão da doença.

Para mais informações, clique no link a seguir:

https://www.who.int/ith/ITH_Annex_I.pdf

Já imaginou visitar um país com aspeto europeu, encaixado na floresta amazónica? E que tem como festa mais popular o Festival Hindu de Ano Novo? Pois é! Uma mistura de diferentes povos que fizeram do Suriname um local exótico e possível de ser inserido na lista dos países da América do Sul mais visitados. O menor país da América do Sul tem como capital a cidade de Paramaribo. Possui uma área de 3 mil quilómetros quadrados e cerca de 50 mil habitantes. Situado entre as duas guianas, Oceano Atlântico, e norte do Brasil, mais precisamente do Estado do Pará, Suriname é um país que se tornou independente em novembro de 1975, deixando de ser Guiana Holandesa, pois foi colonizado por holandeses. O país inicialmente foi povoado por indígenas aruaques, tupis e caribenhos, porque a maior parte está inserida na região amazónica.
Foram os ingleses os primeiros europeus a estabelecerem-se no território, mas no ano de 1667 este território foi cedido aos holandeses por meio de uma troca pela cidade de Nova Amsterdão (atual Nova York, EUA), e somente com a derrota de Napoleão Bonaparte, com o Congresso de Viena, é que a Holanda voltou ao poder sobre a Guiana Holandesa (Suriname). O país do Suriname possui uma população composta por diversos grupos étnicos, entre eles hindustanis, que são os descendentes de indo-paquistaneses que chegaram ao país no século XIX, os marrons são os descendentes de africanos que conseguiram fugir da escravidão, já os criollos são os descendentes de escravos libertados após a abolição da escravatura. Há também os javaneses, mestiços, indígenas, chineses e brancos, além de alguns imigrantes brasileiros. Por ter sido colonizado pela Holanda, o país tornou-se protestante, embora possua também pessoas seguidoras do catolicismo, hinduísmo e islamismo. Ao tornar-se independente, o país, assim como os demais países da América Latina, passou por um momento de regime militar, no qual sofreu um golpe de Estado dado pelo então presidente do país. A República tornou-se socialista até 1987, quando uma Constituição foi aprovada. Devido à sua localização, o Suriname está próximo da linha do Equador e possui clima tropical quente com temperaturas estáveis durante todos os meses e estações, que estão divididas ente chuvas e secas. Portanto, você pode pensar: vale a pena escolher viajar para o Suriname em qualquer estação do ano? Vejamos alguns países, como Argentina, Brasil e Peru. Um é conhecido pelo tango, dança típica do país, o outro pela sua multiculturalidade, sobretudo futebol, samba e lindas praias, enquanto que o outro é conhecido por possuir a história de grandes civilizações antigas. Porém, o Suriname não possui algo que se destaque para se tornar um destino turístico. Então, após conhecer um pouco sobre a cultura, economia e história do país, que tal conhecermos algumas outras características, para promover o Suriname como destino turístico? Coberto por florestas tropicais, chegando a aproximadamente cerca de 90%, o Suriname possui uma reserva chamada de Reserva Natural do Suriname Central, considerada uma das maiores áreas do mundo de proteção da floresta tropical. É um dos principais pontos turísticos do país, sendo, portanto, um património natural pela UNESCO. Você pode fazer um percurso turístico pela reserva, andando de barco e conhecendo tribos indígenas. O centro histórico de Paramaribo, capital do Suriname também é considerado pela UNESCO como património cultural. Locais que você não pode deixar de visitar é o Palácio Presidencial, a Praça da Unidade e o Palmentium. Eles estão localizados na capital do país: Paramaribo. Visite também Waterkrant. É um conjunto de edificações no estilo holandês e possui um mercado agitado com bares e feiras de artesanato. Após saber que o Suriname abriga tantos povos de diversas etnias, você deve ter ficado curioso sobe a culinária local. Ela é bastante variada, uma mistura entre a culinária da Índia e da Indonésia, na qual o peixe, camarão e arroz são bastante populares, além do prato mais popular: Gado-Gado, que é uma mistura de diferentes tipos de verduras e amendoins, embora o arroz com frango seja considerado o prato típico. Entre tantos locais aqui sugeridos para você visitar, está na hora de arrumar as suas malas e partir para o Suriname. Lá, você se surpreenderá com a arquitetura, escultura, culinária, e, sobretudo, com o idioma, que é uma mistura de línguas de vários povos e regiões que o país abriga. Então, conheça o país que conduz o carro como os ingleses (no lado direito) e tem grande admiração pelos filmes de Bollywood. Você será mais um a inserir-se nesta cultura tão diversificada, podendo identificar-se com alguma delas. Todavia, para que você entre no país e desfrute destas maravilhas, necessitará de um visto para turista. Descubra como deverá proceder. O Tourist Card é um cartão de licença para o turista, permitindo que fique no país por até 60 dias. Para tê-lo, é necessário realizar a solicitação online, registando alguns dos seus documentos. Após serem enviados e aceites, o solicitante receberá uma autorização de pouso, que será apresentada aos oficiais de imigração. Veja agora algumas informações sobre o Tourist Card. Documentos necessários para a solicitação: você deverá ter em mãos um passaporte atual válido; o Itinerário de viagem; a reserva do hotel ou carta convite de um fiador no Suriname; foto digital tirada nos últimos 3 meses e um cartão de crédito/débito ou conta do PayPal. Algumas observações importantes para que o Tourist Card seja concedido: Tenha o passaporte válido por, pelo menos, 6 meses a partir da data de chegada e não se esqueça de observar se há, pelo menos, uma página em branco disponível para o carimbo. Durante a passagem na fronteira, você deverá provar que possui a sua passagem de volta e a reserva do hotel. É preciso provar que tem dinheiro suficiente para todos os gastos. No entanto, mesmo com todos estes requisitos e possuindo o Tourist Card, você não estará livre de ser parado pelo oficial da imigração no Suriname e ser mandado de volta para o seu país de origem. Perante estas informações sobre o Tourist Card, podemos compreender que o Suriname procura proteger-se contra diversas ações de imigrantes, mesmo que se tenha constituído em sua maioria por imigrantes, principalmente após a década de 70, em que as ações do regime militar tiveram muitas consequências para a população surinamesa.