Tenha um visto turco (eVisa de turismo) nas mãos em poucos minutos

É necessário um visto. Nós podemos ajudar no processamento deste documento.

Tipo de visto Custo do visto Taxa de processamento Número de entradas Tempo de Processamento
eVisa
Custo do visto USD 20.70
Taxa de serviço USD 25.00
Número de entradas Múltipla
Tempo de Processamento 30 Minutos
Solicitar agora

Como Solicitar: eVisa

Preencha a solicitação pela internet
Preencha a solicitação pela internet

Complete o nosso fácil pagamento on-line com cartão de crédito ou PayPal

Receba o documento por correio electrónico
Receba o documento por correio electrónico

Não há necessidade de lidar com a embaixada. Fazemos isso por você para que você não perca um tempo valioso.

Digite o destino
Digite o destino

Apresente seu passaporte e o documento que fornecemos ao entrar no país de destino

Solicitar agora

Saiba mais: eVisa

Em abril de 2013, o governo turco laçou um sistema de visto fácil pela internet que emite um e-Visa em vez do antigo “visto de adesivo”. O documento de e-Visa pode ser obtido pela internet em até 15 minutos. Depois da solicitação ser enviada e paga, o visto é enviado para o viajante por e-mail, e deve ser baixado e impresso. O e-Visa deve ser mostrado no aeroporto e para os oficiais de alfândega na Turquia. Ele deve ser mantido junto ao viajante durante toda a viagem. Com o e-Visa não há mais a necessidade de se visitar uma embaixada ou esperar nas filas do aeroporto para se tirar um visto.

O governo turco fez o e-Visa extremamente simples para viajantes de mais de 40 países. Existem outros 60 países que podem solicitar um e-Visa, mas devem atender a certos requisitos adicionais, como possuir um visto ou permissão de residência válidos da Irlanda, Schenge, Reino Unido ou Estados Unidos. Alguns países também possuem restrição de idade. A maneira mais fácil de se ver os requisitos adicionais para esses 60 países é visitando nossa página de solicitação e colocando a sua nacionalidade.

Use a nossa ferramenta Calculadora de Vistos

Calcular o custo do visto antes de solicitar

Depoimentos

Nossos clientes tem ótimas histórias sobre nós

Perguntas Frequentes

Esse e-Visa é um documento de autorização que permite que os visitantes entrem na Turquia.

Nós necessitamos dos seguintes itens para enviar a sua solicitação:

  • Seu passaporte ou documento de viagem com uma data de validade maior que, pelo menos, 60 dias após a “duração da estadia” do seu e-Visa.
  • Algumas nacionalidades precisam de um documento de apoio, como um visto ou permissão de residência do Reino Unido, Schengen, Estados Unidos ou Irlanda. Para ver quais nacionalidades, por favor visite nossa página de solicitação e entre com a sua nacionalidade.

O custo varia entre 70 centavos e 80 dólares e 70 centavos, dependendo da sua nacionalidade. Por favor, visite o nosso verificador de visto para ver o custo para a sua nacionalidade. Além disso, existe uma taxa de serviço de 20 dólares para o processamento padrão. Para os processamentos expresso e super expresso, a taxa de serviço é de 40 e 60 dólares, respectivamente.

Isso depende do método de processamento que você escolher. Nós oferecemos três opções: 1.Processamento padrão: 1 dia útil. 2.Processamento expresso: 3 horas. 3.Processamento super expresso: 30 minutos.

Tanto o e-Visa para entrar uma vez no país quanto o para entrar várias vezes é válido por 180 dias depois da emissão. Isso quer dizer que você deve entrar na Turquia dentro de 180 dias desta data.

Tenha em mente que apenas algumas nacionalidades são elegíveis para o visto que permite várias entradas no país.

O passaporte do solicitante deve ser válido por pelo menos 6 meses a partir da data de entrada na Turquia e possuir pelo menos uma página em branco.

Não. Você deve deixar a Turquia e tirar um novo e-Visa. Se precisar estender a sua estadia além do máximo permitido/do período de validade do seu e-Visa, você deve solicitar por uma permissão de residência junto ao escritório do Diretório Provincial de Gerenciamento de Migração.

Sim. Cada viajante deve possuir um e-Visa separado.

Não. O período de validade do seu e-Visa começa na data especificada na sua solicitação. Você pode entrar na Turquia a qualquer momento dentro deste período.

Sim. Todos os cidadãos estrangeiros, incluindo crianças, precisam de um visto para viajar para a Turquia.

Isso depende da nacionalidade do viajante. Se você é cidadão de um dos seguintes países, seu visto permitirá entrar na Turquia várias vezes:

Antígua e Barbuda, Armênia, Austrália, Áustria, Bahamas, Bahrein, Barbados, Bélgica, Canadá, Croácia, Dominica, República Dominicana, Estônia, Granada, Haiti, Hong Kong, Irlanda, Jamaica, Kuwait, Letônia, Lituânia, Maldivas, Malta , Maurício, Holanda, Noruega, Omã, Polônia, Portugal, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Arábia Saudita, África do Sul, Espanha, Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos e Reino Unido.

Se deseja ficar na Turquia além do permitido pelo seu e-Visa, você deve solicitar junto ao Diretório Provincial de Gerenciamento de Migração mais próximo para uma permissão de residência.

Viajantes que chegarem em portos e desejaram visitar cidades marítimas ou províncias próximas a turismo estão isentos do visto, dado que sua estadia não exceda setenta e duas (72) horas. No entanto, se chegar/sair da Turquia de avião para o seu cruzeiro, você precisará de um visto.

O único requerimento para o seu visto/permissão de residência ser usado como documento de apoio é que ele seja válido na data em que você entrar na Turquia.

Você não precisa de um visto contanto que não saia da área de trânsito.

As seguintes nacionalidades são elegíveis:

  • Antígua e Barbuda
  • Armênia
  • Austrália
  • Áustria
  • Bahamas
  • Bahrein,
  • Barbados
  • Bélgica,
  • Canadá,
  • China
  • Croácia
  • Chipre
  • Dominica
  • República Dominicana
  • Timor Leste
  • Fiji
  • Granada
  • Haiti
  • Indonésia
  • Irlanda
  • Jamaica
  • Maldivas
  • Malta
  • Maurício
  • México
  • Países Baixos
  • Noruega
  • Omã
  • Polônia
  • Portugal
  • Santa Lúcia
  • São Vicente e Granadinas
  • Arábia Saudita
  • África do Sul
  • Espanha
  • Suriname

A Turquia é um país que tem muita história e sua população tem muito orgulho dela. Claro, você já deve ter ouvido na mídia algumas coisas ruins que aconteceram algum tempo atrás, algo sobre um golpe de estado. No entanto, isso não quer dizer que o país não seja seguro para turistas. Na verdade, isso não mudou em nada, tanto que muitos turistas visitam lá todo ano. Se também quer fazer uma visita, saiba que existem muitos lugares e tradições para aproveitar. Os turcos geralmente são muito acolhedores, coisa que você vai perceber sempre que eles oferecerem chá. Antes de viajar, existem algumas regras que você precisa seguis. Como qualquer outro país que for visitar, faça uma lista do que fazer e não fazer. É o seu guia de viajante. Não dá para viajar para um lugar novo sem saber o que é permitido é o que não é. Dito isso, eis aqui o que você precisa saber para viajar para a Turquia. A primeira cosia é o código de vestimenta. Como é de conhecimento geral, a Turquia é um país majoritariamente mulçumano. Mesmo sendo um turista, não se pode andar pela rua vestido de qualquer jeito. Não existem regras específicas para homens, mas as mulheres devem sempre usar roupas que cobrem os ombros e joelhos. Além disso, se forem visitar uma mesquita, elas devem usar um lenço para cobrir a cabeça antes de entrarem. Outra regra para visitar construções religiosas é que não se pode entrar de sapatos, independente do seu gênero. Falando em restrições, os turcos são severos quanto a demonstração de afeto em público. Pode parecer estranho, mas eles não gostam de ver pessoas beijando ou se abraçando em público. Tudo bem se estiverem de mãos dadas, mas esse é o limite. No entanto, a Turquia não é amigável com LGBTs, então mesmo dar as mãos pode ser malvisto nesses casos. Se estiver visitando a Turquia durante o mês mulçumano de jejum, chamado Ramadan, evite comer em público do amanhecer ao anoitecer. Você não tem que jejuar com eles, mas deve ao menos respeitar a tradição. Eles são muito apegados a ela e você não quer desrespeitá-la. Deixando de lado as restrições, existem muitas outras coisas interessantes para se fazer na Turquia. Não dá para visitar o país sem visitar um dos famosos bazares. O cheiro que vai sentir ao chegar fará com que você queira morar para sempre nesses mercados. Existem todos os tipos de coisas, desde souvenirs até temperos e pasteis, que por sinal são ótimos. Você precisa provar a baklava. É impossível de recriar a receita, não importa o quanto tente. Quando estiver visitando os bazares ou outros mercados, prepare suas habilidades de barganha. Os turcos adoram pechinchar e se ver produtos sem etiquetas, é porque o vendedor espera que você faça uma oferta. Pode ser divertido barganhar com um turco, apenas deixe claro que está fazendo isso por diversão. Você não vai querer passar a impressão que o produto não vale o que está sendo pedido. Ao mesmo tempo, pode ter certeza que vão tentar te passar a perna uma ou duas vezes. Os preços não são os mesmos durante viagens diferentes e, na Turquia, tudo se resume às conexões. Entretanto, não leve isso para o lado pessoal. Encare isso como uma experiência e siga em frente. Não existe motivo para uma discussão nem nada disso. O que você perdeu não vale o trabalho. A comida lá é deliciosa. Eles possuem uma culinária capaz de satisfazer todos os gostos e, se for vegetariano, saiba que eles conseguem fazer qualquer vegetal ter um gosto excelente com um pouco de azeite e tempero. Quando alguém fizer um convite para comer junto, deixar comida no prato pode ser considerado rude. A porção na Turquia é relativamente grande, mas isso não deve ser um problema para comer tudo no prato, já que a comida é deliciosa. Você vai beber muito chá e café lá, mas evite beber água da torneira já que a qualidade não é tão boa, especialmente se possuir um estômago sensível. Sempre compre água mineral. Lembre-se que a Turquia é mais do que Istanbul, Ankara e outras cidades grandes. Existem muitas paisagens bonitas pelo país e você não deve ficar somente nas áreas urbanas. Claro, não vão ter tantas comodidades, mas lembre-se que lá existem montanhas e mares. Você pode fazer um tour pela natureza e admirar o belo cenário. Se quiser passar um dia na praia, uma das favoritas dos turistas é Antalya. É como um pequeno pedaço de paraíso onde as pessoas vão passar umas férias exóticas. Diferente de outros países mulçumanos, é permitido beber álcool na Turquia. A população local não bebe, mas estão cientes que os turistas sim. Mesmo assim, não será toda loja que possuirá bebidas alcoólicas, podendo levar um tempo até achar. Hotéis internacionais geralmente possuem álcool em seu bar, mas você também pode perguntar para a população local onde conseguir uma cerveja. A Turquia tem várias atrações para oferecer. Só não deixe o país sem visitar um dos famosos hamames. Você já deve ter ouvido falar sobre os famosos banhos turcos. É uma experiência incrivelmente relaxante e lugar nenhum no mundo consegue montar um hamame tão bom quanto os originais, obviamente. Aproveite a Turquia mesmo que haja algumas restrições.

Um e-Visa é um documento oficial que permite e entrada e a viagem dentro de certo país. O e-Visa é uma alternativa aos vistos emitidos nos portos de entrada ou as visitas a uma embaixada/consulado para obter um visto de papel tradicional. e-Visas são vinculados eletronicamente ao passaporte do viajante.

Nosso serviço começa com informação. Você pode usar nossa ferramenta de requerimento de visto atualizada para pesquisar se precisa de um visto. Simplesmente basta informar de onde você é e para onde está indo. Baseado nessa informação, nós diremos quanto custa o visto, o número de entradas que ele permite, a data de início e daremos um curso de ação, como solicitar direto no nosso site!

O melhor lugar de descobrir essa informação é na nossa ferramenta de requerimento de visto. Cada país possui regras de entrada e taxas de visto diferentes. Se está com pressa, também pode solicitar pela internet e o formulário fornecerá essa informação.

Isso depende do país que está emitindo o visto. Para muitos países, como a ETA australiana e o e-Visa turco, o processo pode ser feito em 15 min através do nosso serviço super expresso. Para outros países, como o visto de turista indiano, o processo normalmente leva 24 horas. O tempo exato pode ser visto no formulário de solicitação. O que nós garantimos é que sua aplicação com o iVisa será a mais rápida de todas possíveis.

O documento deve ser impresso em uma folha branca de papel A4. Impressões em dupla face ou reduzidas não serão aceitas.

Nós ajudamos a conseguir seu visto de viagem da maneira mais simples e rápida possível. Através do formulário pela internet fácil de usar e um serviço mundial de atendimento ao consumidor 24 horas, nós fazemos todo o processo do visto ser rápido e simples! Nós também usamos as melhores práticas na hora de proteger os seus dados e seu cartão de crédito.

O iVisa oferece dois tipos de visto: vistos eletrônicos (e-Visas) e vistos tradicionais de papel, dependendo do seu destino. Além disso, nós também oferecemos os seguintes serviços/documentos que são exigidos por certos países: ETA (autorização eletrônica de viagem), cartões turísticos, formulário de pré-registro/aprovação do Visto ao Chegar, cartas convite de turismo e serviço de registro de embaixadas.

  1. Selecione o país para o qual você está pedindo o visto
  2. Selecione o tipo de visto e leia as instruções com cuidado.
  3. Selecione solicitar agora
  4. Preencha o formulário de solicitação.
  5. Pague com um cartão Visa, Mastercard ou outro cartão de débito.
  6. Aguarde a aprovação por e-mail, baixe e imprima o e-Visa da pela sua conta.
  7. Apresente seu e-Visa impresso ao oficial de imigração no porto de entrada.

Note que a maioria dos países oferecem a possibilidade de processar um visto de viagem sem uma taxa de serviço. A razão principal pela qual nós processamos milhares de vistos de viagem por mês é que nós economizamos seu tempo e frustração. Nosso serviço inclui um site e formulário de solicitação fáceis de usar. É muito mais fácil processar sua aplicação conosco, especialmente para usuários de dispositivos móveis e grandes grupos. Nós enviamos o visto dias antes da viagem para todos nossos clientes. Isso ajuda especialmente aqueles passageiros que compram o visto com meses de antecedência. Nós também possuímos um serviço de atendimento ao consumidor 24 horas com profissionais residentes nos Estados Unidos e que falam inglês. Nós aceitamos várias moedas e nosso site pode ser traduzido em mais de 20 idiomas. Nós acreditamos que nossa taxa vale seu tempo e a sanidade, mas lembre-se que todos governos possuem seu próprio serviço “grátis”.

Se você já realizou a solicitação no nosso site, por favor entre na sua conta e procure seu pedido/solicitação. Uma conta é gerada automaticamente após o pagamento ser recebido. Clique no link no seu e-mail de confirmação para definir uma senha ou visite a página de acesso para configurar sua senha e entrar na sua conta. Perceba que na maioria dos casos seu visto será entregue por e-mail e pode ser encontrado na sua conta após entrar nela.

Se sua solicitação para o visto não for aprovada pela agência do governo, nós garantimos um reembolso integral. Se, por qualquer razão, você não estiver satisfeito com nosso serviço, por favor entre em contato conosco via chat e nós forneceremos um reembolso da sua taxa de serviço. Se for cometido um erro na sua solicitação, nós processaremos seu visto novamente sem nenhum custo adicional. Por favor, saiba que os reembolsos são feitos no próprio cartão de crédito utilizado.

Se nós não processamos seu visto ainda, as alterações podem ser feitas sem problema. Nós também verificamos se existem erros nas suas informações. Se você já processou seu visto e nós enviamos sua solicitação para a agência apropriada do governo, vai depender se ela permitirá ou não a alteração. Por favor, entre em contato conosco imediatamente (de preferência através do chat) se perceber um erro na sua solicitação.

Alguns países podem exigir uma prova de vacinação contra febre amarela se estiver chegando de um país com risco dessa doença. Você pode ver mais informações aqui: https://wwwnc.cdc.gov/travel/destinations/list É de responsabilidade própria do passageiro verificar essas regulamentações antes de viajar para o país escolhido.

Para baixar sua fatura, entre na sua conta e baixe ela diretamente de lá.

Você pode imprimir novamente seu e-Visa na sua conta de e-mail. De maneira alternativa, é possível recuperar e reimprimir seu e-Visa na sua conta iVisa.

Sim. O sistema do iVisa não mantém a informação do seu cartão de crédito depois da transação ser processada.

Todos os vistos garantem permissão para o viajante chegar no porto de entrada do país. Se a sua entrada vai ser permitida ou não será a critério do oficial de imigração no ponto de entrada.

Se a sua solicitação ainda não foi submetida para processamento, você receberá um reembolso total. No entanto, se sua solicitação já foi enviada, nós não seremos capazes de fornecer um reembolso.

Quando o visto precisa ser enviado para você, os tempos de processamento não incluem o tempo de envio. Ele é o tempo de quando recebemos a solicitação até conseguir a aprovação. A maioria dos vistos (e-Visas) não enviados por e-mail após aprovados, então não existe tempo de envio.

Não, nós não somos afiliados a nenhuma agência governamental. Nós somos uma empresa privada especializada em processar vistos de viagem para viajantes ao redor do mundo.

Infelizmente, nós não somos capazes, uma vez que as agências governamentais não nos informam o(s) motivo(s) por trás da decisão.

Se seu visto não for aprovado, nós recomendamos que você entre em contato com a embaixada/consulado mais próximo para mais informações sobre suas opções.

Nós aceitamos Visa, Mastercard, American Express e PayPal.

Todos os cidadãos desses territórios solicitando através do nosso site terão sua solicitação processada com a nacionalidade/cidadania especificada em seu passaporte. Por exemplo, um viajante de Porto Rico irá ter seu pedido processado com nacionalidade americana. Isso não se aplicada a viajantes sob a categoria BOTC (cidadão britânico em territórios ultramarinos) de acordo com o Ato de Territórios Ultramarinos Britânico de 2002.

Need Help?